Pinhalzinho

23º

16º

Maravilha

24º

15º

São Miguel do Oeste

24º

15º

Chapecó

22º

16º

União de casal faz prosperar empresas

No ano de 2002 a Vita Calçados e Confecções iniciou suas atividades em Pinhalzinho. A loja nasceu do sonho da pinhalense Cleusa Panassolo Baldissera em ter o próprio negócio, uma vez que sempre trabalhou no comércio, mas como funcionária em outras empresas. "Abrir a própria empresa é uma experiência na qual você aprende a administrar, não só da forma que seu patrão manda, mas de acordo com suas ideias e visão", afirma.


Após alguns anos de funcionamento, Cleusa teve a oportunidade de abrir o leque de produtos e ingressou na Rede Mais, um grupo de lojistas do Estado de Santa Catarina, com sede em Xanxerê. Através da rede, o grupo faz pedidos de produtos juntos, facilitando o acesso à uma variedade de produtos maior com preço acessível nas grandes empresas e indústrias. Além disso, a empresária juntamente com a sócia proprietária Dirce Panassolo Cella, realizam viagens para compra de novidades.


A loja é completa e oferece à comunidade confecções e calçados femininos e masculinos, adultos e infantil. A equipe é composta por mais uma funcionária, Tainara Marmitt, que adora trabalhar na loja e auxilia nas vendas, organização e estoque dos produtos.


Cleusa tem como objetivo expandir a loja e evoluir, com foco na qualidade dos serviços e para oferecer conforto para os clientes.


União que faz prosperar
Mesmo com aloja, por um tempo ajudou a gerenciava um supermercado junto com seu marido, Marcos Baldissera. O mercado fica em Pinhalzinho e uma empresa de pequeno porte (EPP). Hoj conta com os sócios: Jandir Panassolo, Arno Edito Germendorff, Lenoir Pedro Cella e Marcos.


O supermercado foi adquirido em 2005 e agora é estabelecimento próprio do casal. Marcos destaca que o supermercado tem como diferencial o bom atendimento e sempre conta com ofertas na linha de bebidas, fruteira e produtos no geral. Ambos desejam abrir, no futuro, um espaço terapêutico no qual pretender trabalhar após o horário comercial. Até lá, estão realizando cursos e capacitações para aperfeiçoamento.

 

Texto: Gisele Petry

Foto: Arquivo Pessoal