Pinhalzinho

30º

14º

Maravilha

29º

17º

São Miguel do Oeste

29º

17º

Chapecó

29º

16º

Odontologia: profissão que veio de berço

Gustavo Eick Gonçalves nasceu em uma família de dentistas. O contato com a profissão só fez crescer seu interesse pela área, culminando com sua formação como cirurgião dentista. No ano de 2004 ele abriu seu consultório e fixou residência em Pinhalzinho, cidade que considera promissora e em crescente desenvolvimento.  


"Venho de uma família de dentistas. Meus pais, Carlos e Dóris, são formados desde a década de 60. Trabalharam e construíram a família em Maravilha. Minhas duas irmãs mais velhas também optaram pela odontologia, assim como três cunhados. Cheguei a cogitar outras áreas de atuação, mas acabei decidindo seguir a profissão de meus pais. Sou realizado com a minha escolha. Divido meu tempo entre o serviço público e a clínica particular, ambos me trazem constantes desafios e aprendizagem", explica.


Gustavo atua há 17 anos como cirurgião dentista, formado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente ele realiza atendimento em clínica geral, endodontia (tratamento de canal), restaurações, cirurgias e ortodontia (aparelhos) e agora, se especializou em implantodontia para melhor atender os seus clientes.


O cirurgião atende pessoas de todas as idades oferecendo como diferencial o atendimento humanizado e cordial, prezando pela ética e profissionalismo. Ele acredita que seu diferencial no mercado de trabalho é, justamente, o bom atendimento, o respeito pelos clientes, a constantes atualização profissional. Especialista em Saúde da Família, em Ortodontia e especializando em Implantes Dentários.


Juntamente com Gustavo trabalha a técnica em saúde bucal Rozeline Reolon. No consultório, também atende a médica Rafaela Pavan. Sobre os objetivos com a empresa Gustavo destaca: "Continuar oferecendo um ótimo atendimento aos clientes, sempre buscando aperfeiçoamentos e escolhendo técnicas que sejam seguras e comprovadas. Com a tecnologia crescente, o profissional deve estar preparado para auxiliar seu paciente a fazer a melhor escolha terapêutica, pois os modismos nem sempre são a melhor escolha. Na sociedade atual a ética e honestidade devem ser defendidas incansavelmente", finaliza.

 

Texto e foto: Gisele Petry