Pinhalzinho

27º

17º

Maravilha

24º

17º

São Miguel do Oeste

24º

17º

Chapecó

25º

17º

MP denuncia Cartorio Virtual por venda de dados sigilosos, inclusive do WhatsApp

O Ministério Público denunciou à Justiça, o dono do site 'cartório virtual', que segundo o MP, faz venda de dados considerados sigilosos, entre eles, cópias de contas telefônicas, lista de bens e, até mesmo, conversas mantidas no WhatsApp, aplicativo de mensagem do Facebook, revela reportagem do jornal O Estado de São Paulo, desta sexta-feira, 18/09. 

Na denúncia, diz a reportagem, o promotor Cassio Roberto Conserino afirma que o site 'é responsável pela veiculação de diversos serviços absolutamente inconstitucionais, violadores de intimidade, vida privada, honra e imagem de pessoas". Segundo ainda o promotor, o 'Cartório Virtual' "comercializa dados públicos de qualquer pessoa, inclusive, a bilhetagem de determinado aparelho telefônico móvel ou fixo batizada de conta detalhada". 

No WhatsApp, o OTT do Facebook,  a situação é ainda mais grave, alerta o promotor. "Quem pagar pelo serviço pode conseguir informações que são prestadas somente mediante ordem judicial. Portanto é crime", detalhou Cassio Roberto Conserino.

 

Segundo a denúncia do Ministério Público à Justiça, o site cobra R$ 298 por busca de imóveis por nome e CPF. A busca por dados do WhatsApp pode chegar a R$ 4 mil. De acordo ainda a reportagem, o dono do site, em julho, sustentou que não cometia irregularidades, mas não foi achado para falar sobre a denúncia feita à Justiça.

 

Via ConvergenciaDigital