Pinhalzinho

23º

11º

Maravilha

22º

12º

São Miguel do Oeste

22º

12º

Chapecó

23º

Casal preso por site teria autorizado uso do nome Mega Filmes HD, diz PF

O casal de Cerquilho (SP) preso em novembro do ano passado por administrar o site Mega Filmes HD, que disponibilizava filmes piratas na internet, é suspeito de ter autorizado duas pessoas a utilizarem o mesmo nome para criar outra página. A informação foi passada à Polícia Federal por um homem detido na Paraíba, um dos cinco presos na quinta-feira (13), na segunda fase da Operação Barba Negra, deflagrada pela Polícia Federal de Sorocaba (SP) com apoio da Interpol.

De acordo com o responsável pelo setor de inteligência da PF, Valdemar Latance Neto, o casal será intimado a depor e, caso a ligação seja confirmada, pode ter a prisão preventiva decretada.

 

64 milhões de visitais mensais
Os três sites retirados do ar com a ajuda da Interpol - Armagedomfilmes.biz; Filmesonlinegratis.net e Megafilmeshd20.org - somavam cerca de 64 milhões de visitas por mês, sendo que 7% da audiência, em média, eram de países como Portugal e Japão. “Eram os três maiores sites do Brasil e chamou a atenção que grandes marcas, infelizmente, não se importam em veicular a própria imagem a sites de pirataria digital. É preciso que a publicidade não patrocine o crime”, ressalta Latance.

Os administradores das páginas ganhavam dinheiro com os anúncios, mas os valores, não divulgados pela investigação, ainda estão sendo levantados pela PF depois de as contas de todos terem sido bloqueadas.

Para Latance, a opção de hospedar as páginas em um domínio dos Estados Unidos era uma maneira de tentar dificultar qualquer tipo de prisão. Ele explica que, um dos ouvidos na primeira fase da Operação Barba Negra, em 2015, citou os sites Armagedon e Filmes Online, informação que motivou a continuidade do levantamento de dados, resultando em novas prisões.

 

Prisões temporárias
Todos os presos na operação são homens entre 20 e 30 anos de idade e, diferentemente do casal de Cerquilho, não ostentavam uma vida de luxo na internet. "Podemos dizer que eram mais privados em relação a isso", afirma o chefe do setor de inteligência. Seis mandados de prisão temporária, de cinco dias, foram expedidos e uma pessoa está foragida. Equipes da PF prenderam um homem em São Paulo (SP), que seria o operador de publicidades dos três sites, e outros dois em Pernambuco, na cidade de Jaboatão dos Guararapes (PE), estes responsáveis pelo megafilmeshd20.

Já na Paraíba, no município de São José de Caiana (PB), foi encontrado o homem responsável pelo site filmesonlinegratis.net e, no estado de Minas Gerais, um dos suspeitos de gerenciar o Armagedonfilmes.biz. Eles estão detidos nas unidades da PF mais próximas de suas cidades, começaram a ser ouvidos e podem ter a prisão temporária prorrogada. Os cinco respoderão por violação de direitos autorais e constituição de organização criminosa, com penas que variam de dois a quatro anos e três e oito anos, respectivamente, além de multa.

 

 

Fonte:G1