Pinhalzinho

23º

15º

Maravilha

21º

16º

São Miguel do Oeste

21º

16º

Chapecó

22º

16º

A inserção de robótica nas escolas

O que você entende por robótica? A palavra pode soar meio confusa para algumas pessoas, mas a robótica ou robô, está sendo inserida aos poucos em algumas escolas das redes estaduais de ensino. A inserção de aulas de robóticas só tem a contribuir para o desenvolvimento dos alunos, isto porque envolve conceitos básicos de mecânica, eletrônica, matemática e física.

O especialista Jairo Lenfers, técnico em eletrônica e engenheiro eletricista acredita que a inserção robótica deve ser estimulada desde cedo “Temos que aproveitar o potencial e a criatividade das crianças, que já se mostrou em estudos que é muito maior que a criatividade de um adulto. As crianças tem facilidade de aprender a robótica, e isto estimula a vontade de aprender e de ir para a escola. Eu acho que a educação tem que evoluir, de acordo com o avanço da tecnologia. Não podemos utilizar métodos antigos de ensino nas escolas, e a robótica é uma forma de evoluir.” afirma.

 

Kits de robótica

O tema robótica foi muito debatido no 16° Fórum Internacional de Software Live (FISL). Este debate acerca do tema, foi com o intuito de mais escolas implantarem esta ideia em salas de aula. Montar um robô pode parecer uma tarefa difícil, mas crianças a partir dos sete anos já conseguem criar com facilidade seu robô. Isto porque a internet está cada vez mais comercializando kits de robótica com um preço acessível, onde a criançada pode soltar a imaginação e fazer seu próprio robô. Jairo acredita que “Com a acessibilidade e com o avanço da tecnologia, percebe-se o aumento nos kits didáticos voltados para crianças. Antes das inserção destes kits no mercado, eu geralmente desmontava carrinho para retirar peças para montar outro projeto, chegou a ponto de ninguém mais me presentear com nada que fosse eletrônico, pois eu desmontava tudo. Hoje em dia facilitou muito e existem muitos canais de ensino disponíveis na internet (YouTube, blogs, fórum, comunidades, facebook, etc).” ressalta.

Os Kits podem ser adquiridos em sites como Filipeflop (http://www.filipeflop.com/) ou GBK Robotics (http://gbkrobotics.com.br/). A média de preços básicos depende muito do que vem em um kit, existem kits a partir de R$ 100,00.

 

Criatividade

A robótica vai muito mais além do que cálculos matemáticos, ela desenvolve também a criatividade das crianças, isto porque ao montar um robô a criança trabalha seu cérebro e sua capacidade de criação. Já quando falamos de criatividade em adultos a questão é mais complexa, isto porque os adultos tem mais dificuldade de assimilar certas percepções e coloca-las em pratica.  Para Jairo “A criatividade vem de uma necessidade, você tem que ficar atendo nas necessidades das pessoas, o que alguém reclama, já pode virar um projeto. Todos os projetos que desenvolvi ao longo de minha carreira foram para alguma necessidade. Não precisa ficar procurando algo novo revolucionário para inventar, pode simplesmente otimizar algo que já existe, com novas funções e mais praticidade. “

 

O que é Arduino?

O Arduino, é uma placa utilizada como plataforma de prototipagem eletrônica que torna a robótica mais acessível a todos. Iniciado em 2005, o projeto italiano tinha primeiramente cunho educacional e interagia com aplicações escolares. O tempo foi passando e o sucesso desta plaquinha foi aumentando cada vez mais, e hoje utiliza-se de Arduino para inúmeras tarefas de automação residencial, que vem a nos beneficiar em termos tecnológicos. “ Alguns anos atrás, para desenvolver qualquer projeto que utilizasse um microcontrolador, precisava de conhecimentos básicos de eletrônica para montar o circuito inicial. Com a chegada do Arduino, esta parte inicial facilitou muito, pois qualquer pessoa que comprar um Arduino, pode ligar no computador e começar a programar. O conhecimento necessário para trabalhar com robótica diminuiu, devido a essa facilidade trazida pelo Arduino. Hoje em dia podemos imaginar o Arduino em diversas áreas, devido a infinidade de sensores compatíveis disponíveis. Desde um controle de temperatura, automação residencial, aplicações industriais, robótica, ou seja, é bem extenso a área de aplicação que pode-se utilizar o Arduino. O número de projetos utilizando Arduino, não para de crescer e a tendência é aumentar cada vez mais.” afirma Jairo.