Pinhalzinho

21º

16º

Maravilha

19º

17º

São Miguel do Oeste

19º

17º

Chapecó

18º

15º

“O Lobo de Wall Street”

Wall Street é uma rua considerada o coração histórico do Distrito Financeiro de Nova York, onde se localiza a bolsa de valores de Nova York, a mais importante dos Estados Unidos e do mundo. É para lá que o ambicioso Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio) vai, com a pretensão de enriquecer.

 

Sob os ensinamentos do corretor Mark Hanna (Matthew McConaughey), Jordan trabalha duro até ser promovido. Porém, quando ocorre o Black Monday, que faz com que as bolsas de vários países caiam repentinamente, ele perde o emprego.

 

Com a ajuda da esposa, Teresa (Cristin Milioti), ele descobre uma pequena corretora que lida com papéis de baixo valor, que não estão na bolsa de valores. Logo, ele decide montar uma empresa focada nesse tipo de negócio, cujas vendas são de valores mais baixos, mas o retorno é bem mais alto. Ao lado de Donnie (Jonah Hill) e outros amigos, ele cria a Stratton Oakmont. Com uma lábia afiada, em pouco tempo Jordan fica milionário, assim como os demais funcionários, e passa a ter uma vida dedicada ao excesso: sexo, drogas, dinheiro, mentiras.

 

Para muitos, o filme pode espantar (aliás, não é recomendado para menores de 16 anos), mas é a realidade. O dinheiro fala mais alto. Assim, o diretor Martin Scorsese faz um filme sobre a ganância: quanto mais você tem, mais você quer. Essa é a cara da sociedade. Uma sociedade de excessos, de depravação, de futilidades, de mentiras. É como canta Pouca Vogal: “Em excesso, até o fracasso faz sucesso por aí... Eu tenho fé na força do silêncio.”

 

Play! Ótimo filme!