Pinhalzinho

24º

14º

Maravilha

21º

11º

São Miguel do Oeste

21º

11º

Chapecó

23º

12º

“Como Eu Era Antes De Você”

Olá! O filme da semana motivou vários debates e críticas, tanto positivas quanto negativas, por se tratar de uma história que aborda temas como a deficiência física e eutanásia. É para quem gosta do “doce amargo”: para rir e chorar.

“Você só tem uma vida e é seu dever vivê-la o mais plenamente possível”, aconselha Will Traynor (Sam Claflin). Ele é um jovem bonito e bem-sucedido, que sempre aproveitou a vida intensamente, até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua. Tetraplégico, passa a viver em cadeira de rodas e se torna depressivo e ranzinza, já que estava acostumado com viagens e esportes radicais. Os pais (Janet McTeer e Charles Dance) fazem de tudo para melhorar a situação do filho, mas nada ajuda.

É aí que entra na história a divertida Louisa Clark (Emilia Clarke). Humilde, com dificuldades financeiras e sem grandes aspiraçõe, ela é contratada para cuidar de Will e tentar reconquistar seu amor pela vida. O bom humor da jovem se reflete em seu modo de se vestir: roupas coloridas, estampadas e pouco usuais.

Ao longo de seis meses, Louisa conquista Will. No entanto, a diretora Thea Sharrock deixa claro que, o amor é foco, mas não é tratado como a solução de todos os problemas. Ele é um meio. “Não é possível mudar quem as pessoas são, o que você pode fazer é amá-las”, esclarece um personagem. Neste sentido, é a autora do livro homônimo, Jojo Moyes, que lembra que “Somos uma sociedade que julga muito e você nunca sabe realmente o que se passa na mente de alguém ou quais experiências ela teve para tomar uma decisão”. Por isso, não se culpe pela escolha dos outros. Foque em suas escolhas e dê o melhor de si sempre. 

 

Play! Ótimo filme!