Pinhalzinho

25º

14º

Maravilha

24º

13º

São Miguel do Oeste

24º

13º

Chapecó

24º

14º

Vivendo acima do mundo - Uma reflexão para o Carnaval

Vivendo acima do mundo - Uma reflexão para o Carnaval

 

Conto a história de Hadley Page, pioneiro da aviação, para passar uma mensagem diferente nestes dias onde a festa do Carnaval passa os limites da imundice humana.

 

Certa vez Page pousou numa área deserta durante uma viagem. Sem que ele percebesse, um rato entrou no avião. Durante a próxima etapa da viagem ele ouviu o terrível som do animal roendo alguma peça do seu pequeno avião.

 

Desconfiado que era um roedor ele começou a imaginar os danos que o animal poderia causar aos mecanismos frágeis que controlam a aeronave. Também estava longe de lugares onde poderia pousar e consertar alguma peça danificada.

 

O que é que ele poderia fazer? Ele lembrou que um animal como o rato não sobrevive acima de certas altitudes. Aí ele puxou os controles do avião, que subiu e subiu até que o próprio piloto tivesse dificuldade em respirar. Ele escutou atentamente e finalmente respirou aliviado: o som do roedor havia cessado.

 

Reflexão

Frequentemente nós somos atormentados pelas energias mal qualificadas que rói nossas vidas simplesmente porque estamos vivendo numa altitude espiritual muito baixa. Para derrotar isso temos que subir para um nível mais alto, onde as coisas deste mundo material não conseguem sobreviver, assim como o rato intruso de Page.

 

Mas infelizmente a realidade é que poucos conseguem sair totalmente do mundo, da MATRIX, como diz Morpheu.

 

Mas temos as histórias bíblicas inspiradoras de José, que ficou trancado num porão Egípcio; de Daniel na cova dos leões, de Paulo e Silas na prisão em Filipos.

 

Nenhum deles tinha para onde "fugir". Mas, no meio da escuridão das suas circunstâncias, todos conseguiram "subir" para a presença de Deus e lá acharam alento e força para permanecerem fieis aos seus propósitos. Se eles conseguiram, nós também conseguiremos.

 

Durante épocas como Carnaval, não dá para “brincar”. Temos que “subir”, viver mais o nosso ser (self) espiritual, buscar encontrar e entender o EU verdadeiro, aquele que está atrás dos véus materiais.

 

Você pode: desligar a televisão, não ir a áreas onde há concentração de pessoas,

ir a um retiro, ler um livro ou filmes edificantes...

 

Que Deus lhe ajude nos próximos dias a viver acima do mundo, bem no meio da presença do EU uno e natural. E a festa no Céu que vem depois – não tem outra na terra que se compare!