Pinhalzinho

32º

22º

Maravilha

31º

21º

São Miguel do Oeste

31º

21º

Chapecó

31º

21º

As 7 Leis Espirituais do Sucesso - Parte 04

Olá amigos(as)...nova semana...e seguimos conversando sobre o livro “As 7 Leis Espirituais do Sucesso-1994” do famoso médico indiano Deepak Chopra. Já falamos das três primeiras...hoje vamos juntar a 4ª (Lei do Mínimo Esforço) e a 5ª (Lei da Intenção/Desejo).

 

A roda gira com pouco esforço!

O autor do livro, falando sobre a Lei do Mínimo Esforço (4ª), explica que a inteligência da natureza funciona com tranquila facilidade e sem nenhuma ansiedade!...nossa, o quanto isso está longe das nossas ações diárias...e pensar que também fazemos parte da natureza. Mas somos mestres em complicar tudo. Achamos que conseguir as coisas tranquilamente ou de forma fácil é errado...precisamos sofrer! Que tolice. Também é importantíssimo ter em mente que tanto o momento ruim quanto o momento bom acontecem porque devem acontecer...para aprender a subir os degraus da consciência.

 

Aceitar as coisas como são talvez seja a nossa maior dificuldade. É difícil porque não nos conhecemos de verdade, conhecemos só aquele personagem de nós mesmos que criamos para os outros, e este está sempre ansioso pela perfeição imposta pela sociedade. Diz o médico que quando você passa o tempo defendo suas posições, culpando os outros, se agarrando a falsas esperanças, não se rendendo ao momento presente, criamos uma tensão...e essa tensão nos tira de sintonia, causando severos estragos. Você quer ser rígido como o carvalho, que oco tomba na tempestade, ou flexível como o bambu e que sobrevive as piores catástrofes?

 

Está na Bíblia também. Já disse o apóstolo Tiago (1:12) - “Feliz é aquele que nas aflições continua fiel. Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá a vida, o prêmio que Deus tem prometido aos que o amam”. Diz o médico: “Deve-se praticar a aceitação dizendo – hoje aceitarei pessoas, situações, circunstâncias e fatos como eles se manifestarem; o momento é como deve ser”. Revelador, não é?

 

Atenção é energia, intenção é transformação!

Vamos falar agora sobre a Lei da Intenção e Desejo (5ª). Está escrito no livro que os desejos são o software da alma. De fato é uma colocação interessante. Assim como um computador precisa de diversos programas, cada um específico em sua função para funcionar plenamente, nós também precisamos nos programar, com sabedoria. Se não fizermos esse exercício, pode ter certeza que alguém fará...e não em nosso benefício.

 

Para que algo aconteça em nossas vidas, qualquer coisa, devemos criar uma forma-pensamento daquilo que desejamos e lança-la no universo das possibilidades infinitas, mas de forma desapegada. Do contrário podemos cair na armadilha da ansiedade ou neurose. Diz Chopra que a intenção deve focar no futuro, mas a atenção deve estar no presente. O futuro é criado neste momento. Agora dá para entender porque decidi falar dessas duas Leis juntas. Elas têm uma íntima relação.

 

É saudável que aceitemos o presente e busquemos o futuro. O futuro bom se cria pela intensão a distância e, nunca devemos combater as situações do presente. Passado é recordação, futuro é antecipação e o presente é consciência! Aqui cabe uma frase do pouco conhecido por nós, mas muito querido na Itália, o Santo Padre Pio de Pietrelcina: “Reze, tenha fé e não te preocupes!”.

 

Tenha desejos/aspirações e confie de forma desapegada. Se as coisas não saírem exatamente como queres, é porque há uma razão para isso acontecer. Aceite. Na semana que vem terminamos essa jornada...