Pinhalzinho

27º

21º

Maravilha

24º

21º

São Miguel do Oeste

24º

21º

Chapecó

24º

20º

As 7 Leis Espirituais do Sucesso - Parte 03

Olá amigos(as)...nova semana...e seguimos conversando sobre o livro “As 7 Leis Espirituais do Sucesso-1994” do famoso médico indiano Deepak Chopra. De antemão quero dizer que a palavra Espiritual não tem nada a ver com Espírita. Espírita é uma doutrina cujo nome mais conhecido é Allan Kardec. Não é, de maneira alguma, o tema da nossa conversa. Hoje vamos falar da 3ª Lei, que trata da Causa e Efeito.

 

Colhemos aquilo que semeamos!

Recapitulando: já falamos sobre a Lei da Potencialidade Pura (1ª), explicando que somos seres espirituais com potencialidades infinitas, já que fazemos parte do mesmo material que existe em todo o universo. “Somos um pequeno universo dentro de nós mesmos”, como já dizia o renomado astrônomo/astrofísico Carl Sagan. Na última semana abordamos a Lei da Doação (2ª). Como somos irmãos em essência, precisamos trocar energia o tempo todo, e fazer isso da maneira correta é fundamental para nossa evolução. Hoje apresento-lhes a 3ª, a Lei da Causa e Efeito.

 

Doutor Chopra explica que, quer gostemos ou não, tudo o que está acontecendo agora em nossas vidas é resultado de escolhas feitas no passado. Ninguém se torna médico sem escolher estudar medicina antes. Só um exemplo prático e bem próximo no tempo e espaço, já que, antes dessa vida, podem ter havido outras...quem somos nós para negar essa possibilidade?

 

Precisamos entender que somos seres vivos condicionados, pois muitas das decisões que tomamos, em diferentes aspectos da vida, são inconscientes ou automáticas. Algumas por necessidade biológica, outras pela negação histórica da liberdade individual. Pois bem, estamos realizando escolhas o tempo todo, diz o médico. Agora o “pulo do gato”. É necessário invocar e realizar o simples ato de observar atentamente as escolhas que fazemos. Isso transfere as coisas do terreno inconsciente para o consciente, ou seja, visualizar e entender o porquê tomamos essa ou aquela decisão/atitude.

 

Pode-se usar o melhor método de todos, que também é a base da ciência moderna: o questionamento. Usamos as perguntas: Quais as consequências da escolha que estou fazendo? Quanto ganho e quanto perco? Essa escolha trará felicidade para mim e pessoas próximas? Estou ciente de todo o processo?

 

Doutor Chopra destaca que é preciso ter bem claro na mente e no sentimento que a melhor maneira de se preparar para todos os momentos do futuro é estar plenamente consciente no presente. De fato! Estamos tão perdidos em sonhos futuros que esquecemos de viver o aqui e agora.

 

Devemos “enfiar” de uma vez por todas em nossa cabeça que o corpo humano é uma máquina biológica-espiritual-sensitiva, que percebe o ambiente e as situações adaptando-se da melhor maneira, sempre levando em consideração uma Lei Maior de moralidade e justiça que, convenhamos, não tem origem na criação mundana (escola, etc), vai além. Do contrário o caos já seria bem maior, pois sabemos que a humanidade há muito tempo não se autorregula de maneira justa.

 

Na prática: para cada decisão que for tomar, peça antes para o seu corpo se ele está de acordo ou não...mas peça com sensibilidade. Parece bobice, mas não é. Seu corpo sabe o que é bom ou mau para ele mesmo. É nossa mente egoísta que nos dá rasteiras. Tente. Sinta os sinais de: Conforto ou Desconforto e então decida.