Pinhalzinho

24º

14º

Maravilha

21º

11º

São Miguel do Oeste

21º

11º

Chapecó

23º

12º

Tribunal cassa decisão da Comissão da Liga e SER Ouro Verde joga com o Guarani

O Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Santa Catarina cassou, nesta quinta-feira, dia 09 de julho, a decisão da Comissão Disciplinar da Liga Esportiva Oeste Catarinense (LEOC), que eliminava o Ouro Verde (Descanso) por escalação irregular do atleta (Paulo Sergio Soster) contra o Independente de São Domingos. Assim sendo, a vaga nas quartas-de-final volta a ser do Ouro Verde de Descanso.

Será que o Independente de São Domingos irá recorrer da decisão do Tribunal. Caso não recorra, o Guarani enfrentará o Ouro Verde nas quartas de final, nos dias 19 e 26 de julho, jogando a primeira partida em Descanso e a segunda em São Miguel do Oeste.

Leia na íntegra a decisão do Pleno: “por unanimidade de votos, cassar a decisão e decretar a nulidade do feito ante a impropriedade do procedimento, visto que, o fato comportava procedimento especial de queixa para posterior oferecimento de denúncia pela procuradoria. Portanto, inadmissível o procedimento de impugnação de partida adotado pela parte”.                                                                                                                     O parecer foi proferido pelo Auditor Presidente Alexandre Beck Monguilhott.

 

Entenda o caso:

Tudo começou no dia 07 de Junho quando pelas oitavas de finais do Campeonato Estadual de Amadores fase Oeste o Ouro verde de Descanso eliminou o Independente de São Domingos. A partida que aconteceria pelas quartas de no dia 14 de Junho, entre Ouro verde e Guarani de São Miguel do Oeste, foi suspensa pela Liga Esportiva Oeste Catarinense (LEOC), tendo em vista que o Independente entrou com uma ação solicitando a reversão dos pontos do jogo perdido nos pênaltis para o Ouro Verde, informando a irregularidade referente ao atleta Paulo Sergio Soster. O Independente juntou ao recurso documentos do referido atleta com pendências na Federação Catarinense, e não tendo seu nome publicado junto ao BID da CBF. O Independente alegou que o atleta tinha atuado como profissional no futebol Sueco e não havia feito a reversão para o futebol amador, o que é proibido pelo regulamento da competição. No dia 19 de junho em julgamento realizado pela Liga organizadora da competição. Por unanimidade dos votos, aplicaram a pena de perda de pontos da equipe do Ouro Verde pela irregularidade, no dia 22 de Junho a equipe de Descanso entrou com pedido de recurso junto a Federação Catarinense, o processo foi encaminhado ao Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Santa Catarina e será julgado nesta quinta-feira (09/07) às 19.00 horas em Camboriú.