Pinhalzinho

24º

14º

Maravilha

21º

11º

São Miguel do Oeste

21º

11º

Chapecó

23º

12º

Partida entre Adesp e Mafra será julgada segunda-feira

Na próxima segunda-feira, 23 de novembro o Tribunal de Justiça Desportivo julgará atletas e dirigentes e questões que envolveram o confronto entre Adesp e Mafra em Pinhalzinho no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Estadual de Futsal da 1ª Divisão. Fatos ocorridos no último sábado (14) no Centreventos de Pinhalzinho.

Os denunciados são: Pela equipe Adesp Futsal de Pinhalzinho, os atletas Gabriel Schons e Wesley Lucas Weizenmann e o supervisor da equipe Pinhalense Márcio Luiz Werlang.

Denunciados pela equipe de Mafra: o preparador físico Mário Cezar Garcia Filho e o atleta Everson Jean de Medeiros

 

Na última segunda-feira (16) a Adesp divulgou uma nota oficial sobre os fatos.                                            Leia a nota na integra:

A Associação Desportiva Pinhalzinho- ADESP, vem através deste se pronunciar sobre alguns fatos ocorridos no último sábado 14-11 no jogo entre Adesp x Mafra.

O projeto Adesp Futsal está no seu quinto ano consecutivo disputando o Campeonato Catarinense de Futsal, sendo uma associação séria, honesta, comprometida, sempre honrando com seus compromissos junto a federação e atletas que por ela passaram.

O fato ocorrido após ao jogo de sábado não condiz a filosofia de trabalho desta equipe, deixamos claro que somos contrário a qualquer ato de violência, mas fatores determinantes durante a partida causaram uma revolta em demasia em torcedores, atletas e comissão técnica Pinhalense.

Nada justifica o torcedor invadir a quadra após o jogo e querer explicações da arbitragem, mas tudo poderia ser evitado se o árbitro não tivesse agredido este torcedor que já estava imobilizado pelos seguranças do jogo.

Outro fato estranho é a escala de arbitragem ter sido divulgada somente as 18h00 da sexta feira, sendo que para os demais jogos sempre foi divulgada a escala com dois ou três dias de antecedência.

Esperamos que fatos como este não se repitam mais em Pinhalzinho e em nenhuma praça esportiva, pois o jogo entre as duas equipes foi limpo e com respeito ao adversário.

Temos a certeza de que este fato será lembrado pela Adesp somente para que não se repita novamente, pois a Adesp não merece ser lembrada por este fato isolado, mas sim pelas belas apresentações do seu futsal nas quadras Catarinenses.