Pinhalzinho

24º

14º

Maravilha

21º

11º

São Miguel do Oeste

21º

11º

Chapecó

23º

12º

O Brasil inicia hoje a caminhada na busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2018

A Seleção Brasileira não é mais a mesma. Na noite desta quinta-feira, a partir das 20h30min, quando entrar no gramado do Estádio Nacional, em Santiago, para a primeira rodada das Eliminatórias da Copa de 2018, na Rússia, o time de Dunga não levará medo ao adversário como tempos atrás. O Chile, campeão da última Copa América, é quem aparece como favorito. É o inimigo que assusta. Mesmo assim, há otimismo na Seleção. Dunga acredita em uma boa campanha. Durante a coletiva desta quarta, sorriu e mostrou confiança. Garantiu que sua seleção não vai ficar na retranca na abertura competição sul-americana. O técnico afirmou que o time nacional vai adotar a tática de um pugilista. O futebol moderno tem nos demonstrado que só se defender não dá certo. Hoje, com a qualidade dos atacantes, dos chutes de média e longa distância, temos que atacar como faz um pugilista. Se ele ficar só se defendendo, uma hora vão acertá-lo. No futebol também é assim. Temos que manter o equilíbrio entre a defesa e o ataque – afirmou o treinador.

Por mais que tenha usado a metáfora de um combate, Dunga foi diplomático e também fez questão de elogiar o trabalho do técnico argentino Jorge Sampaoli, que em julho levou a "Roja" ao título inédito da Copa América. “Sampaoli está fazendo um trabalho excepcional no Chile. É uma referência na profissão, como Guardiola, Wenger, Mourinho. Temos que tentar aprender com o trabalho que eles realizam” comentou Dunga.

Depois do fracasso na Copa América, na qual foi eliminado nos pênaltis diante do Paraguai, nas quartas de final, o treinador se prepara para uma campanha complicada nessas eliminatórias. “Hoje, há jogadores em todas as seleções com mais experiência e qualidade, atuando em grandes equipes europeias. O Brasil mudou muito seus jogadores, enquanto outras equipes mantiveram 70, 80% do grupo, então têm vantagem” – disse Dunga.

Depois de encarar o Chile, o Brasil receberá a Venezuela, na próxima terça-feira, no Castelão de Fortaleza.

As equipes devem entrar em campo com as seguintes escalações no jogo de hoje:                                                                                                                      CHILE
Bravo; Silva, Medel e Jara; Isla, Valdés, Díaz, Vidal (Mark González) e Valdívia; Vargas e Sánchez (Orellana).
Técnico: Jorge Sampaoli

BRASIL
Jefferson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Elias, Oscar, Willian e Douglas Costa; Hulk.
Técnico: Dunga

Horário: 20h30min
Arbitragem: Roddy Zambrano Olmedo, auxiliado por Christian Lescano e Byron Romero (trio equatoriano)
Local: Estádio Nacional, em Santiago (Chile)

 

Fonte: ZH