Pinhalzinho

31º

19º

Maravilha

29º

19º

São Miguel do Oeste

29º

19º

Chapecó

30º

18º

Nelson Damo (Apaixonado pelo futebol)

O gaúcho de Guaporé, Nelson Damo nasceu no dia 07 de maio de 1946, há exatamente 70 anos. Nelson é um verdadeiro esportista, começou jogando futebol lá no Rio Grande do Sul, com a gurizada da escola, conta que nem calção de jogo a gurizada tinham, jogava com um bermudão que usavam para ir à aula. Em Guaporé, assim como em Pinhalzinho, tinha os grenais. O colorado Nelson Damo começou jogando no Grêmio, até o dia que se aborreceu com um gremista e foi jogar no Internacional. Aos 21 anos na disputa de um granal, ele levou uma entrada violenta de um atleta do Grêmio, e fraturou a perna esquerda, ficando um período fora dos gramados. No Rio Grande do Sul ele jogava com lateral direito e conquistou alguns títulos jogando campeonatos em Guaporé, em Soledade e na cidade de Arvorezinha que é conhecida como a “Capital da Cultura do Vale do Taquari”. Aos 26 anos Nelson e família deixaram o Rio Grande e vieram morar em terras catarinenses, mais precisamente em Sul Brasil. Foram residir na Linha Nova Aparecida, e logo o Nelson se envolveu com o futebol, jogava na equipe da comunidade e fazia parte da diretoria. Anos depois ele foi residir em Serra Alta na Linha Ibiassá, lá ele diz que se criou no futebol, encontrou outros companheiros que assim com ele adoravam o futebol (em destaques na foto). No Esporte Clube Guarani, ele foi atleta, jogou de lateral, zagueiro, atacante e goleiro. Foi dirigente, treinador, massagista, ou seja, o homem tinha mil utilidades. Com o Guarani ele conquistou cinco campeonatos municipais. Foi treinador de alguns dos melhores jogadores da história do município de Serra Alta (Fernando Sgarbi “Urso” e Alan De Carli “Pica-pau”). Depois ajudou a fundar a equipe de veteranos do Guarani. Nelson Damo na Linha Ibiassá ganhou o apelido de “Cocão”, nem ele sabe por que do apelido.

        A paixão pelo futebol é tão grande, que ele teve dificuldade em parar de jogar, jogo na equipe Força Livre até os 50 anos. Quando não aguentava mais jogar na linha, foi para o gol. Jogou por alguns anos ao lado dos filhos, quando Rudinei veio trabalhar e residir em Pinhalzinho, convenceu o pai a vir residir na Capital da Amizade. Quando Nelson chegou a Pinhalzinho o Rudinei (o popular Tartaruga) estava atuando no Parma e logo levou o pai para ajudar como massagista na equipe Pinhalense.  O Nelson também se aventurou pela arbitragem, apitou muitos jogos e diz que em um jogo em Sul Brasil no campo do Juventude, precisou sair escoltado pela polícia (mais precisamente escondido no Jeep, que era a viatura policial na época). Nelson Damo é tão apaixonado pelo futebol que não consegue viver longe da bola, tem um jogo de futebol, com certeza vai está assistindo, e batendo papo com os amigos.

        Nelson Damo (o popular Cocão) é um esportista como poucos. Se você quiser conhecer o homem, é só procura-lo num jogo de futebol, qualquer que seja o jogo, ele vai está presente! Detalhe: Aos 70 anos ele é o treinador da equipe dos Boleiros e pode ser campeão, ou vice, do campeonato municipal de futsal de Pinhalzinho na próxima sexta-feira (22/07).

 

Nomes na foto:                                                                                                                                               

Em pé: Nidio Bernardes, Arlindo Pistore, Nico Ficagna, Claudio Frantz, Ilirio Pauletto, João Ficagna, Jovir Guindini, Nelson Damo e Aristides dos Santos.                                                                               

Agachados: Valdir Bartollo. Adelirio Turella, Neuro Ficagna, Avelino Cometinn, Alvari Marcante, Ademir Frantz e Fernando Sgarbi (Urso).

 

Saudações Santista, e até a próxima matéria!