Pinhalzinho

31º

19º

Maravilha

29º

19º

São Miguel do Oeste

29º

19º

Chapecó

30º

18º

Kindermann de Caçador anuncia fim das atividades esportivas

A Associação Esportiva Kindermann anunciou, em comunicado a impressa nesta segunda-feira (14) o fim das atividades esportivas do Clube. A nota, encaminhada para a imprensa, traz como motivos os acontecimentos da semana passada, assassinato do treinador Josué Henrique Kaercher.

 

Confira a nota, na íntegra:

“É com muito pesar que comunicamos à sociedade, em especial à comunidade caçadorense, que a Associação Esportiva Kindermann está encerrando suas atividades por tempo indeterminado.

Orgulhamos-nos de ter sido um expoente no futebol de campo e futsal femininos e por representar tão bem a nossa cidade em diversos campeonatos estaduais, nacionais e internacionais.

O sonho da Kindermann sempre foi trazer alegria e entretenimento às pessoas, mas infelizmente, esta trajetória foi interrompida quando a vida de nosso treinador, Josué Henrique Kaercher, foi tragicamente abreviada e outras vidas ameaçadas.

Agradecemos a todos que apoiaram o nosso projeto e que estiveram ao nosso lado ao longo destes dezenove anos de atividades, batalhas e conquistas. Agradecemos particularmente às nossas atletas, colaboradores e patrocinadores, que tanto agregaram para alcançarmos nossos objetivos.

Desejamos um futuro de sucesso e conquistas ao esporte caçadorense.

Direção da Associação Esportiva Kindermann”

 

Na última sexta-feira aconteceu um trágico assassinato em Caçador que resultou na decisão da equipe em se afastar do esporte por tempo indeterminado:                                                                                             Entenda o caso!

Esporte de Cacador em Luto.  O ídolo dos últimos tempos do futebol caçadorense, Josué, foi tragicamente assassinado nesta sexta-feira, 11 de dezembro. Ele morreu com um tiro no peito disparado pelo conhecido treinador de futebol feminino Carlos Correia, conhecido como Carlinhos da Pantera Negra.
Nesta manhã, por volta das 11h30min, o autor do homicídio chegou ao hotel Kindermann, mantenedor do Kindermann Futebol Clube e solicitou acesso ao escritório, local onde ele colocaria em prático seu plano pré-definido.

Armado com um revólver calibre 32, municiado com seis balas e em posse de outras 50 balas no bolso, Carlinhos rendeu Josué, Richard e Salézio Kindermann, além de pelo menos outras quatro pessoas. Ele os ameaçava e dizia que mataria a todos, isto para vingar-se de ter sido dispensado das atividades que desempenhava junto às categorias de base.

Num determinado momento em que Josué, tentou conversar com Carlinhos e pedir que ele se acalmasse, o mesmo ficou muito alterado e dizendo que ele seria o primeiro da lista, acabou disparando um tiro que atingiu o peito de Josué. Neste momento uma situação de pânico se formou e Carlinhos efetuou mais dois disparos, porém a arma falhou.

Ao perceber que a arma estava com problemas, Richard Kindermann investiu contra Carlinhos, e com o auxílio das demais pessoas que estavam rendidas conseguiu dominá-lo. 

Tendo sido acionada, a Polícia Militar deslocou imediatamente guarnições até o local, as quais conseguiram prender em flagrante o elemento. Josué chegou a ser socorrido pelos bombeiros voluntários e encaminhado ao Pronto Socorro do Hospital Maicé, mas na resistiu a gravidade do ferimento e morreu momentos depois de dar entrada.

Carlinhos foi encaminhado á Delegacia de Polícia da Comarca e depois de prestar depoimento deve ser encaminhado ao Presídio Regional de Caçador.

 

Fonte: Jornal Extra