Pinhalzinho

26º

17º

Maravilha

24º

15º

São Miguel do Oeste

24º

15º

Chapecó

27º

17º

Glaucia Camargo (Rumo as Olimpíadas, Rio 2016)

      A Pinhalense Glaucia Camargo filha de agricultores define-se como uma pessoa simples, batalhadora, que saiu cedo de casa, para estudar. Na infância sonhava em ser enfermeira e formou-se em educação física. Na faculdade o Tênis de Mesa entrou em sua vida, e hoje vive o sonho de participar do quadro de arbitragem do Tênis de Mesa na Olímpiada do Rio de Janeiro.  Em julho de 2015 surgiu a oportunidade (através do comitê olímpico) para Glaucia fazer o evento teste para as Olímpiadas, que foi realizado em novembro do mesmo ano no Rio de Janeiro e em fevereiro deste ano veio a confirmação da sua participação no Olímpiada. Quando ela recebeu a confirmação da sua participação na Olímpiada, uma das primeiras pessoas que ela avisou, foi o professor de educação física, Gilnei Debastiani, que foi seu professor na escola primária, em Tigrinhos. O professor Debastiani gostava muito de trabalhar as atividades olímpicas em suas aulas, por isso ficou marcado na memória da ex-aluna. Glaucia nunca jogou Tênis de Mesa, o esporte entrou na sua vida no curso de Educação Física da Hórus Faculdade, através do professor Douglas da Silva, hoje diz ser apaixonada pela modalidade. Com aulas práticas e teóricas, o curso de arbitragem de Tênis de Mesa era para complementar a carga horária na faculdade. Formada em Educação Física e pós-graduada em Educação Física Escolar, ela diz se identificar muito com as atividades escolares.   

        Glaucia faz parte do quadro de arbitragem da Federação Catarinense de Tênis de Mesa (FCTM) e da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM). Ela arbitra jogos das ligas municipais, competições estaduais, Copa Brasil, Campeonato Brasileiro e Copas Latinas. Glaucia é daquelas brasileiras que não desiste nunca, diz acreditar, que tudo o que semeamos bem semeado, colhermos bons frutos no futuro. E que em todos os eventos de Tênis de Mesa os quais ela trabalhou, procurou fazer da melhor forma possível. E hoje diz está colhendo os frutos de um trabalho bem realizado. Confidencia que passou noites mal dormidas, vendo vídeos, estudando regras, mas que tudo valeu apena.  Participar da Olimpíada será um marco em sua carreira de árbitra de Tênis de Mesa, esporte que ela aprendeu a gostar e admirar.  A Glacia embarcou hoje (quarta-feira 03) às 6.00 horas da manhã, rumo ao Rio de Janeiro. Na segunda-feira (01) quando conversamos, ela estava de malas prontas, com grande expectativa em relação ao evento, por ser o maior evento esportivo mundial. Confidenciou está vivendo um sonho, que não tinha sonhado, e que virou realidade de um dia para o outro.  Mas está tranquila com relação ao trabalho que vai executar na Olímpiada, sabendo que não pode erar em nem um momento, disse que vai procurar fazer o que sabe bem feito. Glaucia preparou-se para o evento, fez aulas de Inglês, quer aumentar o quadro de amigos, conhecer pessoas de outros países. Disse que vai conseguir se virar da melhor maneira possível.

       Para quem não sabe, o Tênis de Mesa foi inventado na Inglaterra no século XIX, onde era conhecido como ping-pong, até se tornar uma marca registrada e por isso mudou-se o nome para Tênis de Mesa, o nome ping-pong atualmente é usado apenas para fins recreativos. É um dos esportes mais populares do mundo em termos de número de jogadores. Nos jogos olímpicos o tênis de mesa terá um árbitro principal, um árbitro auxiliar, e a mesa de controle do placar eletrônico, e em uma das mesas de controle do placar eletrônico estará a Pinhalense Glaucia Camargo que será uma Nacional Técnica Oficial (NTO) junto com mais 15 brasileiros selecionados pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa para trabalhar na olimpíada. Boa sorte Glaucia!