Pinhalzinho

26º

17º

Maravilha

28º

18º

São Miguel do Oeste

28º

18º

Chapecó

25º

16º

Filipe Machado era um dos líderes da Chapecoense

Felipe Machado era sinônimo de experiência e liderança dentro da Chapecoense, o zagueiro foi uma das vítimas do fatídico acidente aéreo que matou 19 jogadores, integrantes da comissão técnica e membros da diretoria da Chapecoense em Medelín na Colômbia. Aos 32 anos, Filipe era uma das referências do grupo alviverde e ostentou a braçadeira de capitão no último jogo que o time realizou antes da viagem, contra o Palmeiras, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, após o capitão Cleber Santana sair de campo.

O vídeo que Filipe gravou antes de a aeronave levantar voo rumo à Colômbia virilizou na internet após o desastre. Na gravação, é possível ver uma pessoa alegre, simpático e brincalhão interagindo com os colegas.

Natural de Gravataí-RS, Filipe começou sua carreira há 14 anos no Internacional. Depois, virou um “cigano da bola”. Rodou por Fluminense, Esportivo de Bento Gonçalves, CSKA Sofia, da Bulgária, Salernitana, da Itália, Inter Baku, do Azerbaijão, e Al Dhafra, dos Emirados Árabes. Mas foi no Macaé que o defensor se destacou. Em 2014 foi jogar no Saba Qom, do Irã. Retornou ao Brasil em maio deste ano, para jogar na Chapecoense a convite do treinador Guto Ferreira. Pela equipe da Chapecoense, Filipe atuou em 19 partidas e balançou as redes apenas uma vez, na derrota por 3 a 1 para o Atlético-PR, no dia 5 de outubro, em Curitiba, pelo Campeonato Brasileiro. Terminou sua caminhada no futebol usando a faixa de capitão no último domingo (27/11), quando a Chape foi derrotada pelo Palmeiras, por 1 a 0, em São Paulo.

Na última sexta-feira quando estivemos na Arena Condá, tivemos a oportunidade de conversar com o seu pai, Osmar Machado que revelou ter recebido a notícia do falecimento do filho e das outras 70 pessoas que estavam no avião que levava a Chapecoense para Medelín, no dia do seu aniversário de 66 anos. Mesmo com a tragédia familiar, o solicito Osmar nos permitiu ser fotografado pela Gisele Petry segurando a chuteira do filho. E comentou que estava levando para casa a chuteira e os pedaços do filho. Disse tem vivido outros dramas e seria forte o suficiente para sobreviver a perda do filho querido.

Força aos familiares!