Pinhalzinho

27º

15º

Maravilha

25º

14º

São Miguel do Oeste

25º

14º

Chapecó

27º

14º

Ex Adesp: Pito faz golaço de bicicleta na final da Liga e ganha elogio de Falcão

O Carlos Barbosa fez muito mais do que precisava neste domingo (29) e conquistou pela quinta vez a Liga Nacional de Futsal. Jogando pelo empate em seu ginásio, o Centro de Eventos Municipal, o time gaúcho contou com o apoio de quase oito mil torcedores para derrotar o Intelli (Orlândia) por 5 a 1 e garantir o pentacampeonato.

 

 O ex jogador da Adesp de Pinhalzinho foi o cara do jogo, o camisa 18 do Carlos Barbosa, Pito não joga na seleção brasileira de futsal, mas já estava cotado para tal. Depois da decisão da Liga Nacional, neste domingo, é possível que tenha garantido uma vaga no time da camisa amarela.

 

Quando seu time já vencia por 2 a 0, ele (Pito, um dos grandes nomes da equipe na competição, foi muito esperto no primeiro tempo, roubou a bola do goleiro Deivid, conhecido por marcar gols do meio da quadra, marcado o primeiro gol) recebeu a bola de costas na entrada da área, matou no peito e deu uma linda bicicleta, levando ao delírio os oito mil torcedores presentes no Centro de Eventos Municipal.

 

“É um momento muito bom, esse título veio para coroar o ano. Tenho a agradecer a torcida, a todos os meus amigos” disse Pito.

 

A jogada de Pito impressionou até o maior craque da história do futsal brasileiro. Falcão postou o vídeo do golaço em sua conta no Instagram e comentou: "Que golaço! Representando a nova geração e mostrando que chegou para ser O CARA".

Na categoria pivô, a vitória ficou com Pito, do Carlos Barbosa, que teve votação recorde - 8.476 votos ou 79.95% da preferência do público. O segundo lugar foi para Simi, do Corinthians, enquanto Dieguinho, do Orlândia, ficou em terceiro.

Melhor goleiro: Gian (Carlos Barbosa)                                                                                      

Melhor ala-direito: Xuxa (Sorocaba)                                                                              

Melhor fixo: Leco (Joinville)                                                                             

 Melhor ala-esquerdo: Jackson (Orlândia)                                                                                                                         

 Melhor pivô: Pito (Carlos Barbosa)

Revelação:
Pedro (Umuarama)

Melhor técnico:
Marquinhos Xavier (Carlos Barbosa)

Melhor jogador:
Rodrigo (Sorocaba)

Fonte: G1

Na foto, Piro exibe o troféu de campeão ao lado do irmão Jan Jackson e do amigo de infância Robinho Carlos.