Pinhalzinho

30º

17º

Maravilha

28º

17º

São Miguel do Oeste

28º

17º

Chapecó

29º

16º

Egon Teodoro Müller (Pé de pato)

Do prazer em jogar futebol a tragédia, essa é a história de Egon Teodoro Müller, popularmente conhecido como Pé de Pato, que será contada em duas partes. Egon nasceu no dia 16 de fevereiro de 1965, hoje tem 50 anos. Viveu toda a sua vida em sua terra natal, Modelo, Santa Catarina. Ele ganhou o apelido durante um jogo de amigos em uma quadra de concreto, ali pelos seus 16 anos. Ele deu alguns chutes e o delegado da cidade, seu Lima, que estava assistindo o jogo, começou da arquibancada chama-lo de Pé de Pato, e o apelido pegou. Na lateral esquerda e na zaga ficou regionalmente conhecido pela objetividade técnica e sua velocidade. Sabia o que fazer com a bola. Aos 16 anos começou a atuar no futebol de campo no Esporte Clube Palmeiras, ou Palmeirinhas como era mais conhecido. Depois fez história na Associação Esportiva Modelense e passou por diversas equipes da cidade e da região.                               

      Os primeiros campeonatos que conquistou nem medalha tinham e Pé de Pato não tem noção de quantos campeonatos disputou e conquistou. Em casa, exibe com orgulho a glamorosa coleção de medalhas. Só em Modelo foi campeão de futsal em 1986, 1987, duas vezes em 1988, duas vezes em 1989 e 1994. Foi campeão no futebol suíço em 1991, 1992 e duas vezes em 1995. Já no futebol de campo a única conquista que dá com certeza é a de 1991, mas garante que foram mais títulos de campeão sem destacar o ano. Regionalmente, foi um sucesso. Com a CME de Modelo ganhou a 18ª Copa MERCOSUL de Ligas, representando a Liga Maravilhense, com equipes de todo Oeste, em 1994. Na CME de Modelo ele conquistou o regional organizado pela Liga de Maravilha, em 1986, com essa equipe em destaque na foto. Foi campeão da Taça Rotativa de Pinhalzinho jogando pelo Esportivo em 1992 e campeão municipal de Pinhalzinho em 1993 pelo mesmo Esportivo, depois jogou no Ser Ajap. Ainda em Pinhalzinho foi campeão no futebol de salão pela equipe Brahma, duas vezes campeão regional dos jogos do Leo Clube. Em Saudades foi campeão da Taça JER. Ainda atuou em campeonatos de Bom Jesus do Oeste, São Jose do Cedro e Serra Alta. O número de medalhas de     2º e 3º lugar e de campeonatos que jogou Pé de Pato, humildemente, não arisca em enumerar.

 

      Toda sua história de títulos foi escrita em 16 anos que brilhou no esporte.  No dia 8 de abril de 1997, Pé de Pato sofreu um acidente automobilístico que o deixou tetraplégico e interrompeu sua trajetória de jogador de futebol. De lá pra cá, vive o esporte como fanático torcedor colorado e com homenagens e lembranças de sua participação no esporte. De vez em quando surge algum amigo que leva uma medalha de recordação, bate um papo sobre as últimas competições que aconteceram na região, com isso ele está sempre atualizado, quando o assunto é futebol.  A matéria segue na próxima edição.

 

Nomes na foto:                                                                                                                

Em pé: Edemar Schöllesser, Rogério Zonta, Volmar Sgarbi, Benhur, Geronimo Pegoraro, Luiz Carlos Bueno, Astor Shimm, Mário Lindemann e Egon Teodoro Müller (Pé de Pato).                                                                                

Agachados: Roberto Prior, Clévio Farias, Roberto Frandoloso, Iselso Prior (Ricinho), Leonir Birck (Bircão), Luis Jorge Fortes e Erni Kammler.