Pinhalzinho

26º

17º

Maravilha

24º

15º

São Miguel do Oeste

24º

15º

Chapecó

27º

17º

Chapecó se transformou na capital do Tênis de Mesa com a participação de Pinhalenses

A cidade de Chapecó se transformou na Capital Nacional do Tênis de Mesa. O município foi sede da 50ª edição do Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa de Verão. A competição iniciou no dia 1º e seguiu até 6 de novembro, com a participação de  mais de 700 atletas de todos os estados brasileiros.

Nos seis dias de jogos, divididos em disputas individuais e por equipes, tanto nas categorias olímpicas como nas classes paralímpicas. O palco da competição, foi montado no pavilhão 4 da Efapi. Além da participação maciça de mesatenistas de todo o território nacional, Chapecó também recebeu as grandes estrelas da modalidade. Atletas olímpicos, como Hugo Calderano e Cazuo Matsumoto, que defenderam o Brasil nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, estiveram presentes no evento. Outra atração foi a catarinense Bruna Alexandre, medalhista de bronze na classe 10 das Paralímpiadas Rio 2016, que ainda conquistou o bronze por equipes na classe 6-10, ao lado da também catarinense Danielle Rauen.

        O desafio das estrelas foi em homenagem a Biriba, primeiro grande nome do país na modalidade. O desafio das estrelas começou na sexta e terminou sábado com a conquista de Hugo Calderano, que venceu Cazuo Matsumoto (jogo arbitrado pelo Pinhalense Flavio Both e com transmissão do canal Sport TV). Hugo Calderano (na foto em destaque com o mesatenista Pinhalense Júlio Rossett) é atualmente o número 31 no ranking mundial, melhor classificação de um brasileiro na história. O Tênis de Mesa Pinhelense teve a participação do professor Douglas da Silva, da mesatenista Ana Paula Galina, do árbitro Flavio Both, além dos profissionais em fisioterapia desportiva Débora Gomes e Ricardo Nardi. A atleta Ana Paula Galina (de 15 anos) jogou o campeonato brasileiro pela Seleção Catarinense na categoria infantil. Por equipe a Pinhalense foi eliminada junto com suas colegas, pela equipe de São Paulo. O professor Douglas da Silva foi o treinador da Ana nos jogos individuais (foto em destaque), quando a atleta representou o município de Pinhalzinho e teve um bom desempenho, se classificando na primeira fase, sendo eliminada da competição nos jogos eliminatórios. O professor Douglas disse que o tênis de mesa vem numa crescente permanente, mas que a Olimpíada ajudou a divulgar mais a modalidade, até pelo interesse da televisão, em transmitir jogos. O professor acredita que uma das metas de crescimento é o trabalho que vem sendo desenvolvido na base. E que o ideal para uma propagação maior do esporte, seria em transforma-lo mais atrativo, e que atualmente a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) já tem alguns contratos com empresas de divulgação. E que o esporte que era visto como uma recreação, no futuro pode chegar à profissionalização. É a expectativa do professor Douglas da Silva.

Saudações Santista, e até a próxima matéria!