Pinhalzinho

31º

19º

Maravilha

29º

19º

São Miguel do Oeste

29º

19º

Chapecó

30º

18º

Arthur Rodrigues Kunz e Léo Roger do Nascimento

Duas promessas do futsal Pinhalense em busca de novos desafios

       Há algum tempo o futsal de Pinhalzinho revela bons jogadores de futsal, a poucos meses publicamos umas (em duas edições) matérias sobre a carreira do jogador Pito, que chegou jovem no futsal de Pinhalzinho, e depois de duas temporadas, foi para Concórdia, fez sucesso na equipe de Carlos Barbosa, atualmente joga na Espanha, e com constantes convocações a Seleção Brasileira de futsal. Na última edição impressa, foi publicada uma matéria sobre o Pinhalense Renan Mantelli que foi atuar no futsal italiano. Hoje vamos falar de duas promessas do futsal Pinhalense, que após se destacarem nas equipes de base da Fundação Municipal de Esportes de Pinhalzinho, foram atuar na equipe do Colégio São Bento de Criciúma, que representa o município no Campeonato Estadual da Federação Catarinense de Futsal na categoria Sub 17.  O primeiro a sair da Capital da Amizade foi Arthur Rodrigues Kunz, (filho de Michelle Rodrigues da Costa Galiazzi e enteado de Luiz Galiazzi) que após ser destaque no Campeonato Estadual na categoria Sub 17, uma categoria acima da sua idade em 2015, foi convidado no inicio do ano, para atuar na equipe de Criciúma e não pensou duas vezes, em deixar a ADESP Futsal de Pinhalzinho, onde era visto como uma grande promessa, chegando a atuar na equipe principal da ADESP aos 16 anos. Sair de casa, jovem, não é fácil para ninguém, ainda mais para um garoto de 17 anos, deixar a família os amigos, a equipe da sua cidade onde atuou desde gurizinho. Mas o Arthur disse que estava sentindo-se acomodado em Pinhalzinho e que precisava encarar novos desafios. Ele diz que estava precisando mudar, buscar novos rumos, fala do respeito que tem pela equipe de Pinhalzinho, diz não sentir arrependimento, por ter saído muito cedo, e não ter tido a calma suficiente, para esperar uma oportunidade melhor na equipe da ADESP. Diz que está bem na equipe de Criciúma. A equipe Sub 17 do Colégio São Bento está em segundo lugar na classificação geral, com 8 vitória, 1 empate e uma derrota em 10 jogos. O pivô Arthur marcou 17 gols em 10 jogos, sendo o terceiro artilheiro da competição. A alguns meses atrás a equipe de Criciúma precisou de um goleiro para a equipe Sub 17, quando o treinador Alexandre comentou com o Arthur sobre a necessidade da contratação de um goleiro, o Arthur indicou o amigo Léo Roger do Nascimento. O Léo Peruca (apelido herdado do pai Leonildo Nogueira do Nascimento, mais conhecido como Peruca).

       O goleiro Léo foi para Criciúma jogar o Campeonato Estadual na categoria Sub 17, mas sabe que pode ter perdido uma boa oportunidade na equipe principal da ADESP Futsal de Pinhalzinho, com a saída do goleiro Sérjão, só restou o goleiro Leonardo Estrais, o treinador Mithi recorreu ao goleiro Cleto Schuster que estava inativo há algum tempo, e precisou fazer um recondicionamento físico de emergência.  O Léo diz que não está arrependido por ter saído da ADESP, já que ele foi atuar numa boa equipe, e na sua categoria (Léo assim como o Arthur tem 17 anos). Ele queria jogar, e na equipe de Criciúma está jogando, já chegou como titular. Mas diz que a qualquer momento pode voltar ao futsal de Pinhalzinho. Léo vem de uma família de apaixonados por futebol, o pai Leonildo (Peruca), a mãe Clecir e o irmão Roger são torcedores atuantes, e incentivadores da careira do Léo.

       Arthur e Léo disseram que assim como muitos outros garotos com suas idades, também sonham em serem jogadores profissionais de destaques no cenário nacional, quem sabe terem (assim como o Pito), uma oportunidade de vestirem a camisa da Seleção Brasileira, primeiro da base, depois quem sabe na equipe principal.  

       Antes de encerrar a entrevista, eles fizeram questão de deixarem uma mensagem de agradecimento aos ex-professores, colegas, amigos e familiares e um até breve ao futsal Pinhalense. É o futsal de Pinhalzinho exportando talentos!