Pinhalzinho

24º

20º

Maravilha

23º

20º

São Miguel do Oeste

23º

20º

Chapecó

24º

19º

A história de Ernani Edson Kirch, um apaixonado pelo esporte

O amor pelo futebol do nosso personagem está no sangue. Ernani Edson Kirch é o caçula de nove irmãos, filhos de Lothar e Wilma Kirch, nascido em Modelo no ano de 1970 e criado em Bom Jesus do Oeste, ao lado do campo de futebol da Sociedade Esportiva 21 de Setembro. O campo fica na área de terra que pertenceu à família. Ernani é fanático por esporte a ponto de colecionar títulos e revestir as quatro paredes de seu quarto com as mais de 160 medalhas e uma estante cheia de troféus conquistados por ele. Referência no futebol por sua objetividade, velocidade e chute com os dois pés, não foi calçando chuteiras que Ernani demonstrou seu maior amor ao esporte. Antes da emancipação de Bom Jesus do Oeste, durante 9 anos, duas ou três vezes por semana, Ernani treinava crianças, jovens, adultos, homens e mulheres no futsal, voleibol e futebol, sempre de forma voluntária, o pagamento era a realização pessoal de ensinar esporte. O feito foi reconhecido anos mais tarde, quando foi convidado a acender a tocha olímpica dos jogos municipais (foto) e, antes disso, quando da emancipação do município Bonjesuense, em 1997, Ernani foi convidado pelo prefeito para ser o primeiro diretor de Esportes da cidade, quando largou a gerencia da Lojas Knorst e aceitou o desafio por quatro anos, sendo o diretor, coordenador dos campeonatos municipais, treinador e acima de tudo incentivador do esporte. Como diretor, ajudou construir o campo municipal, conquistou o vice-campeonato do Moleque Bom de Bola, campeão regional da Liga Pinhalense, vice-campeão do microrregional. Já como jogador, brilhou no gramado de muitos municípios. Em Bom Jesus do Oeste honrou as cores do Sociedade Esportiva 21 de Setembro e do Esporte Clube 7 de Setembro, perdendo a conta de quantos títulos conquistou com os dois clubes. Passou por Modelo. Foi vice-campeão em Saudades com o time da Linha Santo Antão. Em Serra Alta foi pelo menos 4 vezes campeão com o Esporte Clube São Luiz. Em Pinhalzinho passou pelos times da Linha Pio X, Esporte Clube 13 de Maio da Linha Volta grande, 21 de Abril da Linha Tiradentes e pelo Atlético da Linha Galiazzi e foi campeão municipal em Maravilha.

        Aos 15 anos, mais precisamente em 1985, Ernani conheceu uma frustação que vive até hoje, fez testes e foi aprovado nas categorias base do Paraná Clube e do Coritiba e não teve condições financeiras para seguir o sonho. Perguntado sobre o que mais gosta no futebol, Ernani comenta. “O momento que mais gosto é o pós-jogo, quando os amigos se reúnem para comentar os lances da partida”.  E sobre o futebol da atualidade, diz. “O que estraga o futebol são as ‘panelinhas’, colocam os melhores numa equipe e a outra equipe não consegue competir. O melhor campeonato é aquele que não tem favorito”. E hoje, aos 46 anos de idade, é presidente do Grupo dos 21, uma ideia interessante que se baseia em 21 sócios fixos, que pagam mensalidade e quem não for jogar futsal nas sextas-feiras a noite paga ainda uma multa. “O objetivo é estimular a prática do esporte e vem dando certo há 12 anos”.

        A mensagem final é “Para cada jogo sempre me preparei muito e levava os colegas para pedalar, correr, ensaiar jogadas. Levar o esporte a sério, com disciplina, humildade e persistência é uma forma de dar à vida, são os melhores ensinamentos que desejo repassar a todos”, finaliza o esportista Ernani Edson Kirch.

Colaboração Diego Kirch

Final do campeonato de futsal categorias de base do ano de 1998 – Na foto estão os gêmeos Jonas e Joélcio Willingheffer, Diego Kirch, Cristiano Kirch e a lenda Emerson Pês.