Pinhalzinho

26º

17º

Maravilha

24º

15º

São Miguel do Oeste

24º

15º

Chapecó

27º

17º

Rodrigo José Ross (De ex-jogador profissional a treinador do Ser Ajap)

O Pinhalense Rodrigo José Ross (Guigo) começou no futebol pelas mãos do professor Marcos Pereira, que o viu jogando no Colégio do bairro Maria Terezinha e o trouxe para treinar na equipe de rendimento da CME de Pinhalzinho.

Guigo construiu uma bela história no futebol, jogador de boa técnica, bom censo de colocação e inteligente para jogar, saiu das quadras de Pinhalzinho e chegou ao profissionalismo. Ele ressalta a importância da base, diz que na sua época os campeonatos municipais de base, tinha 8 ou mais equipes em cada categoria, da importância do seu aprendizado com os professores Marcos Pereira, Agnaldo Veriato Pereira (atual treinador da equipe Sub 17 da Chapecoense), Ronaldo Marques, Gelson Luiz Girardi (Gelsinho) e Milton Rojhan. Aos 17 anos chegou o momento em que precisou parar de jogar e foi trabalhar, mas por insistência de amigos, voltou a jogar futsal. Foi quando foi jogar uma fase microrregional dos joguinhos em Modelo, o treinador da equipe adulta da Associação Pinhalense, Bráulio Kerckhoff o convidou para treinar na equipe principal de futsal de Pinhalzinho. Era o último ano de joguinhos, e numa fase regional Guigo se machucou, ficou uns 40 dias parado. Depois de recuperado se apresentou a Associação Pinhalense.

Em 2003 foi desmontada a equipe principal de futsal de Pinhalzinho e o Guigo foi jogar campeonatos municipais, no final de 2004 surgiu uma oportunidade, que por um período mudou o rumo de sua carreira. O Gustavo Razera jogou o estadual de amadores para o CRM de Maravilha, foi quando o Ivani Sulliman montou a equipe profissional do CRM e pediu ao Gustavo a indicação de jovens jogadores de Pinhalzinho, e o Gustavo indicou o Guigo, Rafa Denig e o Andrey Ely. Guigo passou por um período de teste, foi aprovado, profissionalizado e foi disputar o estadual da série B 1 (Terceira Divisão) do Campeonato Catarinense. Apesar da pouca idade, ele era titular, jogava como primeiro volante (camisa 5). Saindo do CRM, Guigo foi jogar na equipe Sub 20 do União Esporte Clube de Rondonópolis em Mato Grosso. Era jovem, com 19 anos, depois de 15 dias treinando, veio passear na casa dos pais em Pinhalzinho, para voltar a equipe Matogrossense no início de 2006 e nunca mais voltou. Talvez tenha jogado fora o seu futuro como jogador profissional de futebol, mas diz não se arrepender. Reconhece que não era fácil, era jovem, não estava acostumado a viver sozinho longe de casa. Sem orientação, ele tinha três opções, voltar para o União, ao CRM onde tinha contrato ou jogar futsal na remontada Associação Pinhalense de Futsal. A escolha foi pela equipe de futsal Pinhalense. Guigo jogou 2 anos e meio na Associação Pinhalense, fez parte do grupo que foi campeão estadual da primeira divisão invicto em 2008. Depois jogou um período na ADESP Futsal, em 2009 foi jogar futebol de campo no estadual de amador com o Ser Ajap onde foi vice-campeão, com a equipe em destaque na foto, e vice-campeão novamente em 2010.                        

 

      Ainda em 2009, foi campeão municipal de futebol de campo invicto com o Ser Ajap, campeão em 2010 e 2011 com o Juventude. Teve passagens pela equipe na Linha Nova Esperança, o Esporte Clube 13 de Maio da Linha Volta Grande e no Canarinho. Rodrigo Ross (Guigo) disputou campeonatos municipais de futsal, conquistou títulos com a equipe da Parceria Soccer e com a equipe da Academia Performance. No futebol Suíço (Futebol 7) conquistou o título municipal em 2015 com a equipe do Bar do Di, e conquistou 2 títulos estaduais com a equipe Kitmar de Maravilha em 2010 e 2011.  

       Atualmente Guigo é o treinador do Ser Ajap no Campeonato Estadual de Amadores (Copa Oeste), cargo que assumiu em 2015 junto com o amigo Gerson Freitas a convite do presidente Emogenio Granella (Kiko). 

Saudações Santista, e até a próxima matéria!