Pinhalzinho

25º

11º

Maravilha

27º

11º

São Miguel do Oeste

27º

11º

Chapecó

25º

12º

Uso de agroTÓXICOS na agricultura (Parte 3)

   A aplicação de agrotóxicos pode oferecer riscos à saúde humana e ao meio ambiente. Por este motivo o seu uso correto é imprescindível. De início a escolha do agrotóxico, para que sejam obtidos resultados eficientes, são observados, como princípios básicos, se a incidência de doença, praga ou concorrência de plantas invasoras justifica o controle, ou seja, se o nível de dano econômico já foi atingido. É importante avaliar se o agrotóxico é recomendado para o controle desejado, tendo sempre em mente a preocupação de escolher produtos menos tóxicos e não deve ser esquecido o respeito ao intervalo mínimo entre a aplicação e a colheita.

   O uso de agrotóxicos exige de seus manuseadores o conhecimento básico sobre o modo de ação, as doses recomendadas, a hora e a época de aplicações, a formulação do produto, a classe toxicológica e sobre os cuidados durante e após as aplicações no controle de doenças, pragas e plantas invasoras nas culturas de importância socioeconômica, assim como na manipulação das embalagens após o esvaziamento das mesmas.

   Os agrotóxicos são dotados de rótulos, que devem ser sempre preservados, contendo informações importantes sobre o produto. Nas propriedades, os agrotóxicos devem ser armazenados ou guardados longe do alcance de crianças e de animais, e evitados os lugares úmidos, a céu aberto e próximo das habitações. As embalagens devem ser mantidas sempre fechadas e os produtos conservados na embalagem original. Quando do manuseio, após a abertura das embalagens, o produtos não deve ser tocado sem a observação dos cuidados necessários, como os usos de equipamentos de proteção individual (EPI), tais como luvas, óculos e máscara para evitar o contato e a inspiração do produto.

   Os agrotóxicos são poderosos contaminantes que necessitam, quando usados, de cuidados que minimizem ou neutralizem os seus efeitos prejudiciais ao homem, animais, alimentos e ao ambiente. As ações que devem ser postas em prática, estão relacionadas com o uso e lavagens dos pulverizadores, as aplicações do produto, os cuidados com o aplicador e o destino final dos resíduos e embalagens. O equipamento usado para aplicação de agrotóxicos é tão importante quanto o próprio agrotóxico. Muitos problemas resultantes da aplicação de agrotóxicos, tais como deriva, cobertura irregular e falha em alcançar o alvo, são devidos ao equipamento usado.

   Após o uso, pela legislação em vigor, é obrigatório o recolhimento das embalagens vazias a uma unidade de recebimento autorizada pelos órgãos ambientais. Antes do recolhimento, é obrigatório que o agricultor efetue a tríplice lavagem inutilizando-os com furos. As embalagens vazias devem ser acondicionadas em saco plástico padronizado. Dentro do prazo de até um ano, essas embalagens deverão ser entregues em um posto de recebimento cadastrado. Caberá ao fabricante ou seu representante legal providenciar o recolhimento de todo o material depositado no posto de recebimento.