Pinhalzinho

26º

17º

Maravilha

24º

15º

São Miguel do Oeste

24º

15º

Chapecó

27º

17º

Nutrientes e Função nas Plantas

Para seu crescimento e desenvolvimento, as plantas necessitam de diversos minerais, os quais são absorvidos do solo pelas raízes. Independentemente de sua importância, porém dependendo da quantidade necessária, esses nutrientes são designados macro ou micronutrientes. Os macronutrientes principais ou primários são o nitrogênio, o fósforo e o potássio, exigidos em maior quantidade, sendo o cálcio, o magnésio e o enxofre considerados macronutrientes secundários, apenas porque são requeridos em menor quantidade.

O molibdênio, o zinco, o boro, o cobre, o cloro, o cobalto, o níquel, o manganês, o ferro e o selênio são requeridos em quantidades muito inferiores às dos macronutrientes. A demanda diferencial pode ser explicada porque os macronutrientes estão envolvidos, principalmente, na formação de moléculas estruturais, enquanto os micronutrientes compõem as moléculas das enzimas.

Embora possam ser encontrados no solo como componentes de moléculas orgânicas, os nutrientes são absorvidos em forma mineralizada (inorgânica). Já os fertilizantes minerais são solubilizados diretamente na fase líquida do solo, dissociando-se em íons de carga positiva (cátions) e negativa (ânions), o que permite serem absorvidos pelas plantas. Assim, ingressam nas plantas os ânions, com uma ou mais cargas negativas, de boro (H3BO3- ou B(OH)4-) nitrogênio (NO3-), fósforo (H2PO4-), enxofre (SO42-) e molibdênio (MoO4). Entre os cátions, também com uma ou mais cargas positivas, são absorvidos o nitrogênio (NH4+), o potássio (K+), o magnésio (Mg2+), o cálcio (Ca2+), o cobre (Cu2+), o ferro (Fe2+), o manganês, (Mn2+), o zinco (Zn2+), e o cobalto (Co2+).

Os macronutrientes principais cumprem diversas funções no metabolismo das plantas, sendo as fundamentais descritas a seguir:

Nitrogênio (N) – É componente essencial de todas as proteínas, estando presente nas moléculas de todos os tecidos, inclusive nos frutos e sementes. É indispensável para qualquer fase da planta, seja ela vegetativa ou reprodutiva.

Potássio (K) – Embora possa estar presente em algumas moléculas, sua principal função é de regulação de muitos processos essenciais, como ativação enzimática, fotossíntese, uso eficiente da água, formação de amido e síntese de proteínas. Também atua nos mecanismos de defesa da planta contra estresses bióticos e abióticos.

Fósforo (P) – Atua na formação inicial, desenvolvimento das raízes e crescimento das plantas. Além de participar como elemento constitutivo, presente em diversas moléculas, como lipídios e protídeos, também atua no processo de armazenamento, conversão e transferência de energia. Atua na fotossíntese, no metabolismo de açúcares e na divisão celular. É parte essencial do código genético e do processo de transferência da informação genética, estando presente tanto no DNA quanto no RNA.

Fonte: AgroDbo, 2016.