Pinhalzinho

24º

16º

Maravilha

24º

16º

São Miguel do Oeste

24º

16º

Chapecó

23º

15º

Agropecuária Brasileira em 2015

A agropecuária brasileira deverá crescer 2,4% no ano, apontou a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O balanço mostrou também que a participação da agropecuária no Produto Interno Bruto (PIB) passou de 21,4%, em 2014, para projeção de 23%, em 2015.

Segundo a entidade, os setores de insumos e produção primária deverão apresentar resultados positivos neste ano. No caso dos insumos, o crescimento se deve sobretudo ao aumento do preço dos produtos, ao longo do ano, e à valorização do dólar. O setor primário apresentará crescimento devido ao aumento da produção de soja, milho, trigo e à alta do preço da arroba de boi.

Entre as 17 culturas acompanhadas pela CNA, as atividades que deverão ampliar o faturamento em 2015 são as de cebola (116%), batata (16%), laranja (9%), café (4%), cana-de-açúcar (1%) e fumo (1%). De acordo com a entidade, desses produtos, apenas café e batata tiveram aumento em decorrência do aumento da cotação (7% e 19%, respectivamente). Os demais apresentam tendência de retração no faturamento deste ano.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) espera colheita de 210 milhões de toneladas de grãos na safra 2014/2015, volume 8,2% maior, se comparado ao da safra anterior, demonstrando a “pujança da agropecuária brasileira”.

A desvalorização do real frente ao dólar deu mais competitividade aos produtos brasileiros no mercado externo. Com isso, as exportações do agronegócio tiveram aumento de até 17%, com destaque para as cadeias envolvendo produtos florestais, soja e milho. Em consequência, a participação do agronegócio nas exportações passou de 43% para 48%.

O faturamento da pecuária deve crescer 5% em 2015, em parte, por causa da alta de 15% em seus preços e também pela queda de 9% na produção. Leite, ovos e produtos suínos devem fechar o ano com retração: a cadeia leiteira com queda de 12% no faturamento, e os ovos com redução de 5% nos preços (apesar da alta de 3% na produção). No setor de suínos, o faturamento deverá cair 1%, na comparação com 2014. O resultado vem acompanhado de queda de 7% nos preços e de crescimento de 6% na produção.

Os indicadores econômicos posicionam os números da produção agropecuária como pilar da sustentação econômica brasileira. De fato, o desempenho da agropecuária no Brasil alcança marcas invejáveis. Marcas que colocam o País entre os principais produtores de alimentos do mundo.

Fonte: Portal Brasil

 

E nessa última edição de 2015, em primeiro lugar agradecer à direção do jornal, pela confiança depositada no meu trabalho e um agradecimento especial a você leitor, que é o motivo de nossa existência. Dessa forma, desejar a todos um Feliz e Abençoado Natal e um Ano Novo de muitas realizações.