Pinhalzinho

22º

20º

Maravilha

22º

19º

São Miguel do Oeste

22º

19º

Chapecó

21º

19º

12 de Outubro – Dia do Engenheiro Agrônomo

No último sábado, dia 12 de outubro comemorou-se, além do dia das crianças e de Nossa Senhora Aparecida, o dia do Engenheiro Agrônomo. Há 80 anos, em 12 de outubro de 1933, o presidente Getúlio Vargas regulamentava a profissão, porém a história da profissão começou antes disso. Em 1875, o Brasil ganhava a primeira instituição de ensino na área, a Imperial Escola Agrícola da Bahia.


Esse profissional é responsável por elaborar e orientar a execução de trabalhos relacionados à produção agropecuária, visando obter mais produtividade, sempre pautado pelos conceitos do desenvolvimento sustentável da agricultura, trabalho este de forte repercussão social por ser decisivo na fixação das famílias no campo, permitindo melhor distribuição de renda e riquezas. Desde a regulamentação da profissão, em 1933, muitas mudanças ocorreram e atualmente o agrônomo, como é popularmente conhecido, precisa ter um perfil muito mais completo e amplo. Mais do que conhecer a parte técnica, o novo profissional deve ajudar o produtor a entender melhor diversos aspectos, que vão desde questões diretamente ligadas à plantação, até aspectos mais amplos como tendências de mercado e negócios. O campo de atuação é vasto e engloba toda a produção agropecuária, além de atuar diretamente junto aos produtores rurais, ele poderá trabalhar em empresas e órgãos públicos ligados a pesquisa, ensino e extensão, empresas ligadas à transformação e comercialização de produtos agropecuários, empresas relacionadas com a produção de vendas de insumos agrícolas e em setores ligados às cadeias produtivas agrícolas alternativas.


Estima-se que no Brasil haja cerca de 150 mil engenheiros agrônomos e cresce cada vez mais a busca por profissionais bem preparados para atender as novas demandas e realidades (um novo panorama energético, um cenário de globalização e mudanças organizacionais, e essa nova realidade envolve responsabilidade social e ambiental), apresentando dessa forma um mercado de trabalho em plena expansão, sendo apontado como uma das profissões do futuro.


A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estima que, por conta do aumento da população, será necessário aumentar em 70% a produção mundial de alimentos até 2050. Para atender a esta demanda, o engenheiro agrônomo tem um papel fundamental, pois é ele que vai propor soluções em produtos e serviços e orientar os agricultores sobre as melhores práticas, como o uso racional dos recursos naturais, visando produzir mais, melhor e sempre de forma responsável, alimentos para atender a crescente demanda mundial.
A amplitude do universo que envolve o conhecimento agronômico e ecológico desta profissão tem dimensões gigantescas, e que deve ser abordado com ênfase na qualidade total, e isto somente é atingido pelo profissional que aprende à aprender, à pensar, à criticar, à reciclar, à integrar, à experimentar, à arriscar, à empreender, à buscar sempre novas soluções para os permanentes problemas que surgem. Parabéns a você, que assim como eu escolheu esta bela carreira... Parabéns Engenheiros Agrônomos e futuros engenheiros agrônomos! Continue acreditando nos seus ideais e na sua vocação, pois, saiba que seu trabalho está alimentando o mundo e que juntos possamos contribuir para um mundo melhor, mais eficiente e sustentável.