Pinhalzinho

26º

19º

Maravilha

26º

18º

São Miguel do Oeste

26º

18º

Chapecó

26º

17º

Trabalhos para construção da nova adutora prosseguem

19/04/2018

___________________________________________________________________________________________

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Saudades deu continuidade, nesta semana, aos trabalhos para execução da nova adutora, que está sendo construída inteiramente com recursos da autarquia.

 

De acordo com o Diretor Gerson Alberto Fröhlich, foi feita a abertura de estrada e valetas para a tubulação e também a terraplenagem para instalação das caixas. O poço está localizado no pátio da empresa Dass; a nova adutora atravessa o rio, sendo que os reservatórios serão instalados na propriedade do senhor Vilson Hermes, na Linha Saudades. “O Vilson, inclusive, nos atendeu muito bem e frisou que o que for necessário para melhorar o abastecimento de água para o município pode ser feito”, comenta.

 

O valor para construção de toda a nova estrutura deverá ultrapassar R$ 100 mil. “O que se torna caro é a rede, pois estamos utilizando tubos em PEAD [Polietileno de Alta Densidade], que é na verdade uma mangueira muito resistente, para aguentar a grande pressão. O retorno será feito também com uma rede especial, mais flexível, para aguentar a pressão e evitar rompimentos da rede”, comenta Gerson.

 

A obra está sendo realizada também com vistas à ampliação da capacidade dos reservatórios, no futuro. De imediato, serão instaladas cinco caixas, que terão capacidade para armazenar 100 mil litros d’água; porém, a terraplenagem comporta a instalação de até quinze caixas, triplicando a capacidade.

 

Ainda de acordo com Gerson, a obra está sendo feita, pois, a atual adutora tem apenas 60 milímetros de espessura, limitando a produção do poço a somente 13 mil litros/hora, sendo que a sua capacidade é de produzir até 50 mil litros/hora. Além disso, por se tratar de uma rede antiga, que foi construída em material corrosivo, acaba causando constantes transtornos à autarquia e à população, com o rompimento dos canos.

 

“É uma rede que passa pelo centro da cidade. Como agora está sendo feita a revitalização da Avenida Brasil, se os tubos continuassem passando nesse local, caso estourasse, teríamos que quebrar o asfalto novo. Assim, optamos por fazer esse novo traçado da adutora, com o intuito de causar menos transtornos e ampliar a capacidade de produção do poço da Dass, visando à modernização do sistema. Isso mostra que estamos aplicando bem o dinheiro dos consumidores”, finaliza o Diretor do Samae, Gerson Fröhlich.