Pinhalzinho

26º

17º

Maravilha

27º

18º

São Miguel do Oeste

27º

18º

Chapecó

25º

16º

Quarta é o último dia para reservar a vacina da gripe na ACI

13/04/2018

___________________________________________________________________________________________

Uma vacina aparentemente simples pode evitar problemas sérios. Há alguns anos que a vacina contra influenza passou a fazer parte da rotina dos brasileiros preocupados em não passar pelo quadro clínico da influenza com presença de febre alta, calafrios, tosse, cansaçoe até mesmo t pneumonia ou síndrome da angústia respiratória.

 

Os casos mais graves de gripe podem até mesmo levar à morte. A imunização gratuita oferecida pelo ministério da saúde inicia na próxima segunda-feira, dia 23 e contempla pessoas acima de 60 anos, crianças de 6 meses até 5 anos, gestantes, puérperas até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde e professores, povos indígenas, população carcerária e portadores de doenças crônicas.

 

A população não contemplada nestes grupos pode fazer a vacina de forma particular ou através de convênios.

 

Em Pinhalzinho, a vacinação para os trabalhadores da Indústria e comunidade em geral, será realizada através do SESI, neste próximo sábado, no Dia V.

 

Já na Associação Empresarial (ACIP/CDL), as reservas de vacinas tri e tetravalente, podem ser feitas até o final da tarde de quarta-feira (18), tanto para associados, quanto para a população em geral, interessadas na imunização.

 

Conforme o presidente da ACIP, Roberto Zagonel, as reservas devem ser feitas por email em: acip@pzo.com.brou através do telefone 3366 1016.

 

“A campanha da vacinação contra a gripe já é realizada há vários anos, e agora novamente estamos oferecendo este benefício, possibilitando assim que mais pessoas podem prevenir-se contra a doença”, ressalta.

 

A aplicação das vacinas será no início do próximo mês. O investimento varia entre R$ 48,00 e R$ 60,00, de acordo com o critério de ser associado, dependente ou particular. “Mais uma vez queremos reforçar a importância de as pessoas estarem prevenidas contra a gripe, um mal evitável, que em casos extremos pode levar à morte”, completa Zagonel