Pinhalzinho

26º

17º

Maravilha

27º

18º

São Miguel do Oeste

27º

18º

Chapecó

25º

16º

Jovens de Modelo publicam livro sobre Olimpíadas

A Sua Voz - Carine Arenhardt

26/08/2016

___________________________________________________________________________________________

As Olimpíadas 2016, encerradas no domingo (21), foram pura emoção, e deixam agora muitas histórias e experiências, não só para atletas ou para quem trabalhou no evento, mas para toda população brasileira, que viveu um espetáculo único do esporte. Com grande repercussão na mídia, o maior evento multiesportivo do mundo também ganhou espaço em nossa região, inclusive com a publicação de um livro, pelos jovens Fabrício João Milan e Maycon Fritzen, naturais de Modelo.

 

Eles têm apenas 23 anos, mas já mostram muito talento para a literatura e pesquisa. Neste ano os jovens concretizaram um sonho, e publicaram o primeiro livro: “Jogos Olímpicos: transformações recentes na constituição de um modelo de megaevento”. Conforme Fabrício, o livro aborda os impactos e os legados que permanecem ao pós-Jogos Olímpicos. Os jovens avaliaram as edições dos Jogos em Los Angeles (1984) a Londres (2012), perfazendo uma projeção de como viriam a ser os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

 

“Buscamos sintetizar estudos que geralmente ficam restritos aos círculos acadêmicos e políticos, para torná-los acessíveis ao público que se interessa pelo tema, sem perder a profundidade que a compreensão dos megaeventos esportivos exige”, explica Maycon.

 

Início do trabalho

 

O trabalho de pesquisa iniciou em 2009. Na época, os jovens escritores precisaram realizar um estudo científico, para um trabalho de conclusão do Ensino Médio, na EEB Dom Helder Câmara, de Modelo. Formados no ensino médio, eles seguiram para cursos do ensino superior, Fabrício para Bacharel em Ed. Física na Horus Pinhalzinho, e Licenciatura na Unochapecó, e Maycon para Geografia, na UFFS.

 

Em 2013, eles decidiram retomar as pesquisas iniciadas no Ensino Médio, com o objetivo de escrever um livro, o qual deveria ser lançado no ano das Olimpíadas, no Brasil. A publicação da obra ocorreu em julho deste ano, dias antes do início dos Jogos Olímpicos 2016. E o trabalho deve ter continuidade, ambos afirmam que pretendem se dedicar a novas pesquisas, e inclusive publicar uma segunda edição da obra, fazendo uma análise pós-olimpíadas.