Pinhalzinho

18º

14º

Maravilha

18º

14º

São Miguel do Oeste

18º

14º

Chapecó

17º

14º

Família de São Miguel do Oeste busca ajuda para reconstrução

A Sua Voz

11/07/2016

___________________________________________________________________________________________

Maicon Lolato, de 20 anos frente ao que sobrou da estrutura da casa onde vivia com a família - Crédito: Camila Pompeo/ WH Comunicações/ Jornal O Líder

A identificação simpática na entrada da propriedade sinaliza: ali mora a família Lolato. Foi na residência de mais de 200 m² que o casal Armelindo e Inês Lolato, de 49 e 50 anos, criaram os dois filhos Maicon e Eduardo, ambos já crescidos, agora com 20 e 17 anos.  Com dois pavimentos, a casa reunia as lembranças mais marcantes da vida da família e que foram praticamente apagadas após um episódio triste. Na última semana, a casa onde a família residia há 40 anos, foi atingida por um incêndio e ficou destruída.

 

De acordo com o filho mais velho, Maicon, o incêndio iniciou no quarto dos pais. Ele recorda que o irmão mais novo estava tomando banho no primeiro piso e quando subiu até o segundo andar da casa, viu o que parecia uma lâmpada ligada no quarto dos pais. Quando abriu a porta, as chamas se espalharam. “Nós estávamos na sala de ordenha e meu irmão estava tomando banho. Quando ele subiu, percebeu o fogo e quando abriu a  porta do quarto, com o oxigênio, houve uma explosão e o fogo se espalhou. Ouvimos os pedidos de socorro e corremos, mas não tinha mais o que fazer. Então começamos a tentar tirar as coisas que estavam na parte debaixo”, relata.

 

Desde que tudo aconteceu, a propriedade da família em Linha Santa Ana, interior de São Miguel do Oeste, tem recebido inúmeras visitas, todas com um objetivo em comum: a solidariedade. Seu Paulo, irmão de Armelindo, e que tem auxiliado ativamente desde o ocorrido, se emociona ao falar do amparo e cooperação com que a comunidade tem ajudado nesse momento de reconstrução. “Muitas pessoas que nem conhecíamos se sensibilizaram e nos ajudaram”, conta emocionado.

 

O filho mais velho recorda que a casa é de propriedade da família Lolato há vários anos. Além do casal e dos dois filhos, a avó Joana Lolato, de 77 anos, e a filha Adelina, de 58 anos também moravam no local. Agora, a família conta com a ajuda de um vizinho que ofereceu hospedagem enquanto a reconstrução acontece. O que conseguiram retirar do local foi depositado em um galpão que antes era utilizado como garagem para os veículos. “Na hora não soubemos nem o que fazer. Ver tudo queimando te deixa sem chão. A sorte que temos amigos e família, que estão ajudando e dando força. Nosso vizinho mora na cidade e deixou a chave da chácara dele para que possamos ter onde dormir”, conta.

 

 

Entre o que sobrou, um quadro com a imagem de Jesus Cristo pendurado na parede. Para Maicon, encontrar o quadro no meio das chamas reascendeu a fé da família por permanecer intacto em meio à destruição provocada pelo incêndio.  “O quadro estava no meio do fogo, e não aconteceu nada com ele. Para mim isso significa que temos que ter fé e que Deus está conosco. Vai nos ajudar”, revela.

 

Os entulhos que sobraram do incêndio já foram retirados e a família e os amigos já conseguiram limpar o que sobrou da estrutura. Maicon explica que a estrutura do primeiro piso poderá ser reaproveitada, segundo o que apontou o laudo de um engenheiro. Agora, a família precisa de doações para reconstruir a vida e o local onde tudo começou. “O que vier será sempre bem-vindo. Ganhamos bastante roupa já. Se quiserem doar algo, tem a Matacura que disponibilizou uma sala que estão arrecadando. Também temos uma ação entre amigos sendo organizada”, explica Maicon.

 

A Ação entre Amigos para ajudar a família está sendo organizada pela namorada de Maicon, Fernanda Herbert. Aqueles que se interessarem em auxiliar doando prêmios para sorteio, podem entrar em contato pelo telefone 9183-0090. As doações de material de construção também são bem-vindas. Nesse caso, a família pede que os interessados em colaborar entrem em contato pelo telefone 3622-6249 ou 8411-3330, para que não haja desperdício de material. Também é possível fazer doação em dinheiro, para isso, a conta poupança é da Caixa Econômica Federal: Agência – 0702 / Conta: 55532-9.

 

E Maicon garante: a família Lolato está pronta para reconstruir e a solidariedade dos voluntários dá um gás a mais para que isso aconteça. “Só posso agradecer o pessoal que está ajudando, que está bastante apoio. Só podemos dizer obrigado, porque é essa atitude das pessoas que nos deixam de pé, animados para reconstruir”, finaliza.

 

Fonte: Camila Pompeo/ WH Comunicações/ Jornal O Líder