Pinhalzinho

21º

19º

Maravilha

22º

19º

São Miguel do Oeste

22º

19º

Chapecó

19º

17º

Conclusão da duplicação da BR-101 em SC tem nova data

A Sua Voz

19/08/2016

___________________________________________________________________________________________

Trecho acima é o que falta ser concluído para a liberação total da duplicação Foto: Emerson Souza / Agencia RBS

Depois de inúmeras mudanças de data, até o fim deste de agosto o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit) espera entregar a conclusão de toda a duplicação da BR-101 em Santa Catarina. A última previsão apontava que no começo da segunda quinzena do mês a obra no trecho Sul seria inaugurada.

 

No entanto, mais uma vez, o prazo não se cumpriu. Assim como ocorreu com outras promessas feitas em relação a fevereiro, maio e julho deste ano. Com a nova data, o trecho será concluída quase um ano depois do prometido inicialmente pelo governo federal.

 

Hoje o gargalo a ser resolvido está em Tubarão. Ainda precisam ser feitos trabalhos de recapeamento e ajustes na ligação com a nova ponte sobre o Rio Tubarão. Por isso há um um trecho que segue em pista simples, nas proximidades do túnel do Morro do Formigão.

 

 

O cronograma inicial previa a entrega do túnel do Morro do Formigão e da Ponte Cavalcanti, ambos em Tubarão, em setembro de 2015. O órgão alega que o tempo instável dos últimos dias dificultou que os serviços finais fossem feitos.

 

Um ato de inauguração será feito para marcar a entrega total da duplicação da rodovia, que começou em 2005. Ou seja, 11 anos depois do começo dos trabalhos o trecho entre Osório (RS) e Palhoça (SC) estará duplicado. No começo de agosto foi cogitada a possibilidade de o presidente da República interino, Michel Temer, vir a Santa Catarina para participar do ato. A vinda dele e outras autoridades ainda não está confirmada.

 

O projeto total, entretanto, está longe de ser concluído. Isso porque, também estava incluído na previsão inicial um túnel no Morro dos Cavalos, em Palhoça. A proposta esbarra ainda no impasse para liberação da área.

 

Fonte: DC