Pinhalzinho

24º

14º

Maravilha

24º

14º

São Miguel do Oeste

24º

14º

Chapecó

23º

13º

Administração se preocupa com cancelamento de cirurgias

A Sua Voz

01/06/2016

___________________________________________________________________________________________

Todos os municípios de Santa Catarina foram pegos de surpresa com o anúncio da Secretaria de Estado da Saúde em cancelar as cirurgias eletivas por falta de verba. O prefeito de Sul Brasil, Éder Marmitt, se posiciona desamparado diante da decisão.

 

A partir de junho, os hospitais de Santa Catarina não terão mais recursos para cirurgias eletivas. A medida do Governo do Estado de Santa Catarina vai refletir em todos os hospitais que já asseguram a suspensão das cirurgias eletivas – aquelas que não são consideradas de emergência.

 

O prefeito Éder Marmitt e secretário municipal de Saúde, Cleomar Provenci, explicam que muitos sulbrasilenses serão atingidos pela decisão. “Temos consciência da crise econômica que há em nosso país e automaticamente está se agravando nos estados e principalmente nos municípios. Os procedimentos cirúrgicos dos nossos munícipes são realizados em diversos hospitais que já anunciaram a suspensão do serviço por falta de recurso. Temos uma programação de cirurgias agendadas que não ocorrerão como havíamos programado”, explicam.

 

A conversa entre o prefeito e equipe da Secretaria Municipal de Saúde tem objetivo de encontrar a melhor maneira para amenizar a suspensão das cirurgias eletivas. “Estamos estudando uma maneira para continuar oferecendo esse procedimento à nossa população. E pedimos a compreensão dos pacientes, pois as cirurgias eletivas não ocorrerão como a Secretaria de Saúde gostaria e como foi programada”, ressalta o prefeito.

 

Éder Marmitt comenta que os procedimentos de urgência e emergência são realizados normalmente. “Esses tipo de cirurgia é inadiável e vai seguir com normalidade”, finaliza.

 

Fonte: Ascom  prefeitura