Pinhalzinho

30º

17º

Maravilha

30º

17º

São Miguel do Oeste

30º

17º

Chapecó

28º

17º

A arte de pedalar

A Sua Voz - Ana Cláudia Antunes Pinto Mantelli

17/08/2016

___________________________________________________________________________________________

Atualmente ele está conhecendo o interior de Pinhalzinho (Foto: Arquivo Pessoal)

Com as facilidades da vida moderna, o sedentarismo está cada vez mais ganhando espaço no nosso dia a dia, gerando ou agravando problemas de saúde. Manter uma dieta equilibrada e introduzir a atividade física na rotina são premissas básicas para ficar longe das doenças.


Um exercício simples, como andar de bicicleta, ajuda a prevenir doenças crônicas como obesidade, colesterol alto e hipertensão.
Carlos Alberto Senczkowski, 25 anos, optou em pedalar por problemas de saúde. "Encontrei no esporte uma alternativa para não levar mais uma vida sedentária. No início eu costumava correr, mas foi no ciclismo que me encontrei, virou um hobby".


Carlos pedala há aproximadamente 6 anos, em média pratica o esporte duas vezes por semana, percorrendo em torno de 150 km a 200 km semanalmente. Ele costuma pedalar em municípios próximos a Pinhalzinho, em grupo, ou até mesmo sozinho. Ele conta que, no momento está descobrindo as belezas do interior de Pinhalzinho, e enfatiza "não sabia que o interior tivesse tantas cachoeiras, e tantas belezas escondidas. Muitos destes lugares são de difícil acesso de carro, consegui descobri-los, com o ciclismo".


Sobre o desfio de pedalar em lugares mais afastados da nossa região ele afirma, "tenho o desejo, de conhecer a Argentina e o Chile, pedalando".

 

Cuidados com a Segurança

Antes de colocar o pé no pedal, fique atento aos equipamentos de segurança, eles contribuem para sua segurança, e dos motoristas, contudo eles podem te visualizar, e assim diminuir os risco de acidente. Lembre-se, sua vida vale mais que qualquer coisa.

Sobre os cuidados ao pedalar ele destaca “O principal cuidado,               é sempre utilizar equipamento de segurança, capacete, sinalização com lanterna, roupa, colete refletivo, estes equipamentos eu utilizo independente do lugar que eu vá pedalar, seja interior ou cidade. Quanto mais iluminado você estiver menos risco de acidente”.

A rua é um ambiente agradável para pratica do ciclismo, mas é importante lembrar, que pedalar na rua envolve riscos. Também não se esqueça de escolher um trajeto com menos trânsito de veículos e ciclovias, planeje o trajeto de ida e volta antes de sair de casa. Prefira pedalar de manhã cedo, quando o fluxo de veículos e pessoas nas ruas é menor. 

 

Dicas para pedalar melhor

As pedaladas tem um papel efetivo para a musculatura da panturrilha (sóleo e gastrocnêmio), quadríceps (reto femoral, vasto lateral, vasto medial, vasto intermediário) e glúteo máximo na fase de propulsão; os isquiotibiais (bíceps femoral, semitendinoso) e a tíbia na fase de recuperação.

Dependendo do ângulo da bicicleta, e da posição do ciclista, pode variar a musculatura mais exigida. Não precisa entender de anatomia, mas sim entender que pedalar é excelente exercício para as pernas!

Existem muitos cuidados a serem tomados para que o exercício prazeroso não se torne um incomodo ou termine em uma lesão

Lembre-se do objetivo: ao comprar uma bicicleta se pergunte:  para que eu quero uma bicicleta? Se for utilizar em fins de semana, uma bicicleta de passeio vai bem. Se for para treinar, talvez uma speed seja mais atrativa. O importante é saber seu objetivo e pesquisar para não frustrar-se e largar a magrela na garagem.

Procure lugares especializados: lojas desse tipo entregarão uma bicicleta de acordo com seu objetivo e, o melhor, com suas medidas, trazendo mais conforto e satisfação. Pode sair um pouco mais caro, mas vale a pena o investimento.

Posição especifica: cada tipo de bicicleta exige uma postura específica. A posição do tronco na BMX não é mesma que na speed, por exemplo. Descubra a sua antes de sair pedalando.

Cuidados com o joelho: na hora de pedalar, lembre-se, joelhos sempre apontados para frente. Na fase de extensão eles não podem extender demais e nem ficar dobrados demais, devem ficar em semi-flexão para proteger a articulação e evitar lesões.

 

Porque foi criado o dia nacional do ciclista

O Dia Nacional do Ciclista é celebrado anualmente em 19 de agosto, segundo o projeto de lei da Câmara (PLC 43/08). A data foi escolhida, com o intuito de prestar uma homenagem ao ciclista e biólogo Pedro Davison, que faleceu em 19 de agosto de 2006, após ser atropelado por um automóvel no Eixo Rodoviário Sul, em Brasília, quando tinha apenas 25 anos. O motorista que o atropelou dirigia em velocidade excessiva e estava embriagado.