Pinhalzinho

28º

19º

Maravilha

27º

18º

São Miguel do Oeste

27º

18º

Chapecó

27º

18º

Aula inaugural da quarta turma da UNITI foi na quarta-feira

JORNAL A SUA VOZ

28/07/2017

___________________________________________________________________________________________

Primeira turma participou de formatura há poucos dias

 

Os idosos estão o tempo todo nos dando lições de vida e nos ensinando a superar desafios. Mas vê-los retornando à universidade é realmente surpreendente. Pinhalzinho desenvolve o Projeto da Universidade da Terceira Idade (UNITI), através da UNOESC em parceria com o poder público municipal e empresas apoiadoras.

 

Na quarta-feira (26), às 13h30 teve início a quarta turma da UNITI. O curso que não é de graduação, é voltado a pessoas com mais de 55 anos e tem duração de três semestres. As aulas visam a melhoria na qualidade de vida deste público, com temas voltados ao bem-estar, saúde, lazer, cultura e convivência social. Os encontros acontecem todas as quartas-feiras, no período vespertino.

 

A aula inaugural teve auditório lotado e palestra show motivacional com Roselei Angst de São Miguel do Oeste.

 

A primeira turma da UNITI formou-se no sábado, dia 15 de julho. Foram 34 alunos que concluíram o curso e que juntamente com seus familiares e professores, viveram um momento único em suas vidas. A formatura aconteceu no Salão Paroquial Santo Antônio em Pinhalzinho. A alegria dos formandos deu um brilho especial à festa.

 

Para completar e tornar a experiencia da UNITI inesquecível, os alunos que se formaram, farão em setembro uma viagem ao Chile. O roteiro inclui visitas à Argentina seguindo com destino à Santiago. Ainda existem algumas vagas disponíveis para pessoas interessadas em realizar o passeio turístico com os idosos da UNITI. As reservas devem ser feitas na Unoesc.

Benísia Telocken é uma das alunas recém-formadas e que fará o roteiro em setembro. À reportagem do Jornal A Sua Voz ela contou que a UNITI foi algo surpreendente. Ela concluiu o ensino médio somente depois dos cinquenta anos, e viu na UNITI, uma nova oportunidade de aprender. “Eu gosto muito de desafios, de coisas que estimulem a memória, e ajudem a envelhecer melhor. Aproveitei muito a Universidade e sou grata aos professores, palestrantes e colegas, que formaram uma turma maravilhosa”.

 

Benísia salienta que gostaria que todos os idosos aceitassem o desafio. “Aconselho quem tiver possibilidade, que vá. É uma experiência muito gratificante, independentemente da idade. Tínhamos uma colega com 80 anos”.

 

Temas como alimentação, atividade física, chás, pintura em tela, fotografia, informática e viagens são explorados na Uniti. “Valeu a pena, pelo conhecimento, pelas amizades. A família fica orgulhosa da gente. É realmente muito bom”, destacou a idosa, mostrando que a idade cronológica pode ser apenas um detalhe quando há vontade de viver e aprender.